Em 7 meses, MP instaura 1.220 inquéritos por improbidade no Brasil

Por Wilson Lima I iG Brasília |

compartilhe

Tamanho do texto

Bahia lidera ranking das investigações por desvio de recursos públicos, seguida de Amazonas e Pará

Durante os sete primeiros meses deste ano, o Ministério Público Federal (MPF) instaurou 1.220 inquéritos para investigar crimes de improbidade administrativa em todo o Brasil. A maior parte das investigações diz respeito a suspeitas de desvios de recursos públicos na saúde e educação.

A Bahia é o estado com o maior número de investigações instauradas este ano. Com 185 inquéritos civis instituídos em sete meses, a Bahia responde por 15% das apurações dos crimes de improbidade administrativa de todo o Brasil. Nos últimos três anos, o Estado tem tido um grande volume de investigações por esse tipo de crime.

Divulgação
A Bahia é o estado com o maior número de investigações instauradas este ano. Na foto, prédio do MPF em Salvador

Desde 2012, a Bahia lidera o ranking.Em 2012, foram instaurados 372 inquéritos na Bahia e, no ano passado outros, 585. Somando-se aos dados de 2014, em dois anos e meio, o MPF da Bahia instituiu 1.142 inquéritos.

Entre as ilegalidades investigadas pelo Ministério Público Federal baiano estão casos de gestores que dispensaram ilegalmente procedimentos licitatórios, de fraudes em concursos públicos, superfaturamento de obras ou uso particular de bens públicos.

Ainda na Bahia, a maior parte dos inquéritos tem relação direta com desvios de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O Estado com o segundo maior número de investigações instauradas esse ano é Amazonas, com 159 inquéritos instaurados em sete meses, seguido do Pará, com 138. Dos 27 Estados, apenas um não instaurou investigações por atos de improbidade em 2014, o Acre. Sergipe, Distrito Federal e Espírito Santo aparecem em seguida com o menor número de apurações: uma, cinco e nove respectivamente. O MPF de São Paulo abriu 35 investigações por atos de improbidade administrativa durante os sete primeiros meses de 2014.

Leia mais: Ministério Público instaurou 1,8 mil ações de improbidade administrativa em 2013

Durante todo o ano passado, foram instaurados 4,9 mil inquéritos por atos de improbidade administrativa no Brasil, um recorde até o momento. Em 2012, o MPF havia impetrado 3,7 mil investigações semelhantes.

Procuradores que atuam diretamente nesses casos acreditam que o grande número de inquéritos instaurados nos últimos anos é reflexo do tratamento especial a esses tipos de caso nos últimos anos. Ainda na visão da secretaria jurídica do MPF, a quantidade de inquéritos também reflete uma maior interiorização do órgão em todo o Brasil. Atualmente, existem mais de mil procuradores federais atuando em cerca de 200 municípios brasileiros segundo o MPF.

Veja também: Justiça julga só 50% de crimes de improbidade


Leia tudo sobre: Ministério Público Federal

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas