Dilma: Congresso é que deve responder sobre antecipação de perguntas em CPI

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo a Veja, diretores da Petrobras souberam de antemão quais perguntas seriam feitas durante seu depoimento na CPI

Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (4) que o Congresso Nacional é que deve dar explicações sobre a antecipação do gabarito de perguntas que seriam feitas a diretores da Petrobras durante depoimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado que investiga denúncias de irregularidades na estatal.

Hoje: PSDB pede investigação de senadores petistas por atuação na CPI da Petrobras

Ichiro Guerra/PT
Presidente Dilma Rousseff é vista durante visita à Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Jardim Jacy, em Guarulhos

Sábado: PSDB pede 'investigação profunda' sobre suposta fraude na CPI da Petrobras

Publicada na última edição da revista Veja, a denúncia diz que a presidenta da Petrobras, Graça Foster, o ex-presidente da estatal José Sergio Gabrielli e o ex-diretor da Área Internacional Nestor Cerveró "tiveram acesso antecipado às perguntas e foram treinados para responder aos questionamentos“.

"Esta é uma questão que deve ser respondida pelo Congresso”, disse a presidente, que é candidata à reeleição pelo PT. Dilma fez a declaração ao visitar a Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Jaci, em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo.

Dia 29: Cardozo nega que governo tenha pressionado TCU em processo de Pasadena

A UBS Jardim Jaci, que tem capacidade para atender a 25 mil pessoas, funcionou com apenas um médico durante oito meses. Agora trabalham na unidade dois médicos cubanos, um do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica e três concursados pela prefeitura de Guarulhos.

“Esta é uma unidade bastante efetiva, que trouxe melhoria significativa do atendimento na segunda maior cidade de São Paulo. A solução foi muito rápida para o problema dos médicos da atenção básica”, enfatizou Dilma.

Dia 23: Ex-presidente e diretores da Petrobras terão de devolver em US$ 792,3 milhões

Sobre a reportagem, o candidato à Presidência da República, Aécio Neves (PSDB), informou que a questão está sendo tratada por seu partido em Brasília. “Se comprovada a denúncia, isso é absolutamente grave”, avaliou. A revista informa ter tido acesso a uma gravação que mostra que as perguntas foram combinadas. No final de semana, a oposição disse que pretende apresentar pedidos de investigação da denúncia.

Leia tudo sobre: cpi da petrobrasdilma rousseffcpiaécio nevesptpsdbpetrobras

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas