No total, 8 candidatos disputam o Estado, incluindo Pimenta da Veiga (PSDB), Fernando Pimentel (PT) e Tarcísio Delgado (PSB)

Agência Brasil

Com 15,25 milhões de eleitores, conforme dados de junho do Tribunal Superior Eleitoral, Minas Gerais é o segundo maior colégio eleitoral do País, atrás apenas de São Paulo. Nas eleições deste ano, oito candidatos disputam o cargo de governador do Estado.

Eleições 2014: 171 candidatos a governador disputam a preferência do brasileiro

Pausa para o café em mais um dia de campanha de Fernando Pimentel ao governo de Minas Gerais (14/7)
Site oficial/Fernando Pimentel
Pausa para o café em mais um dia de campanha de Fernando Pimentel ao governo de Minas Gerais (14/7)

Dois ex-prefeitos da capital, Belo Horizonte, estão no páreo: Pimenta da Veiga, que concorre pelo PSDB, e Fernando Pimentel, pelo PT, além de Tarcísio Delgado, candidato do PSB, que foi prefeito de Juiz de Fora, um dos maiores municípios mineiros.

O economista e cientista político Fernando Pimentel, de 63 anos, foi prefeito de Belo Horizonte entre 2003 e 2008, e ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior de janeiro de 2011 a fevereiro deste ano. A candidatura de Pimentel tem apoio da coligação Minas para Você, que reúne cinco partidos políticos.

O advogado Pimenta da Veiga, de 67 anos, foi deputado federal por quatro mandatos (entre eles o de Constituinte em 1986), prefeito de Belo Horizonte de 1989 a 1990, e ministro das Comunicações de 1999 a 2002. Um dos fundadores do PSDB, do qual já foi presidente, Pimenta da Veiga tem apoio da coligação Todos por Minas, que reúne 15 partidos.

Candidato da coligação Minas Quer Mudança, formada por três partidos, Tarcísio Delgado é um advogado de 78 anos. Em sua vida política, já assumiu mandatos de vereador em Juiz de Fora, foi deputado estadual e elegeu-se três vezes para a Câmara Federal. Pai do deputado federal Júlio Delgado, Tarcísio Delgado elegeu-se três vezes prefeito de Juiz de Fora.

Também disputam o cargo de governador de Minas Gerais o comunicólogo Fidélis Oliveira Alcântara, do PSOL, de 40 anos, o advogado André Alves, do PHS, de 41 anos, Eduardo Ferreira, do PSDC, de 40 anos, a servidora pública Cleide Donária, do PCO, de 43 anos, e o professor universitário Tulio Lopes, do PCB, de 32 anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.