Oito candidatos disputam o governo de Santa Catarina

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

João Raimundo Colombo (PSD) disputa reeleição com PSD, PRB, PMDB, PR, PTB, PSC, PSDC, PROS, PV, PCdoB, PDT e DEM

Agência Brasil

Agência Brasil
Governador de Santa Catarina, João Raimundo Colombo (PSD), é candidato à reeleição

A eleição para o governo de Santa Catarina tem oito candidatos, que no dia 5 de outubro disputarão o voto de 4.859.324 eleitores, segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado.

Eleições 2014: 171 candidatos a governador disputam a preferência do brasileiro

O vencedor comandará até 2018 a unidade da federação com o segundo menor índice de violência do País. Com 6.634.254 de habitantes, segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Santa Catarina é um dos Estados mais densamente povoados do país, com 69,30 habitantes por quilômetro quadrado.

Na economia, o destaque fica para a agroindústria, a indústria têxtil e a agropecuária. Santa Catarina é o maior exportador de frango e carne suína do Brasil, o que o coloca na posição de sexta maior economia do País.

O atual governador, João Raimundo Colombo (PSD), é candidato à reeleição. Ele vai disputar o pleito na chapa formada por PSD, PRB, PMDB, PR, PTB, PSC, PSDC, PROS, PV, PCdoB, PDT e DEM. Nascido no município de Lages, em 1955, Colombo já foi deputado estadual (1986), prefeito de Lages em 1989 e reeleito em 2000 e 2004. Antes de chegar ao governo do Estado, Colombo também foi eleito deputado federal, em 1998, e senador, em 2006. Seu vice é o médico e atual vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB).

Natural de Cunha Porã, Claudio Vignatti é o candidato do PT ao governo catarinense. Com 47 anos, o empresário foi vereador do município de Chapecó entre 1997 e 2003. De 2003 a 2011, Vignatti foi deputado federal. No primeiro ano do governo Dilma Rousseff, foi secretário executivo da Secretaria de Relações Institucionais. O vice em sua chapa é o advogado Thiago Morastoni.

A odontóloga Marlene Soccas é uma das duas mulheres que concorrem ao governo de Santa Catarina. Ela disputa o cargo pelo PCB. Com 79 anos, nascida em Laguna, Marlene Soccas disputa sua terceira eleição. Ela é reconhecida pela luta contra a ditadura militar, quando foi presa por três anos e torturada. A empregada doméstica Valdeli é a candidata a vice na chapa.

A servidora pública estadual Janaína Deitos (PPL) também está na disputa pelo Executivo catarinense. Ela concorre na chapa formada pelo PPL e PMN. Natural de Porto Alegre, a advogada é especializada em gestão pública, iniciou sua militância política nos movimentos estudantis e feminista. Janaína Deitos disputou sua primeira eleição em 2012, quando foi candidata à prefeitura de Florianópolis. O servidor público aposentado Beto Pereira (PMN) completa a chapa como candidato a vice.

O professor e economista Afrânio Boppré concorre ao cargo pelo PSOL. Nascido em 1960, em Florianópolis, ele cumpriu dois mandatos como deputado estadual, quando ainda era filiado ao PT. Atualmente, é presidente do PSOL em Santa Catarina e vereador de Florianópolis. Afrânio Boppré terá como vice em sua chapa o advogado Sargento Armindo.

O senador Paulo Bauer (PSDB) concorre com apoio da coligação formada pelo PP, PSL, PTN, PPS, PRTB, PHS, PTC, PSB, PSDB, PEN, PTdoB e SD. Com 57 anos, nascido em Blumenau (SC), Paulo Bauer é contador e administrador. Em 1987, foi eleito deputado estadual; entre 1999 e 2002, foi vice-governador do Estado. Elegeu-se também quatro vezes para a Câmara dos Deputados e, em 2010, conquistou uma vaga no Senado. O deputado estadual Joares Ponticelli (PP) é o candidato a vice na chapa.

O servidor público Elpídio Neves disputa a vaga pelo PRP. Aos 59 anos e natural do município de Quatá (SP), esta é a segunda vez que Elpídio Neves se candidata ao governo catarinense. Em 2006, disputou o cargo pelo PTC, quando obteve 2.589 votos. O militar reformado Nilton Silva completa a chapa no cargo de vice.

Disputando sua oitava eleição, Gilmar Salgado concorre ao cargo pelo PSTU. Com 54 anos, nascido em Maravilha, o candidato é formado em gestão ambiental e é servidor público. Já concorreu duas vezes ao Senado e à prefeitura de Florianópolis. Foi também candidato à Câmara de Vereadores da capital. É a terceira vez que tenta ser governador de Santa Catarina. A professora Cintia dos Santos é a candidata a vice em sua chapa.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas