Alckmin já governou o Estado três vezes e disputa a reeleição. Paulo Skaf, do PMDB, disputa a eleição pela pela segunda vez

Agência Brasil

Nove candidatos estão na disputa pelo governo de São Paulo, maior colégio eleitoral do País, com 31.998.429 eleitores, conforme dados levantados até junho. Os nove pedidos de registro de candidatura ainda estão sendo analisados pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).

Eleições 2014: 171 candidatos a governador disputam a preferência do brasileiro

Com Alckmin na Grande SP: Candidatos a deputado tocarão campanha no interior

Com população estimada de 43,66 milhões de habitantes, segundo levantamento de 2013 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Estado é o mais populoso do País e tem também o maior Produto Interno Bruto (PIB) entre as 27 unidades federativas – em 2011, a soma de todos os bens e serviços produzidos em São Paulo representava cerca de 32,6% do PIB nacional. São Paulo tem economia diversificada, baseada principalmente na indústria de transformação, no comércio e no setor financeiro.

Pesquisa Ibope para governo SP: Alckmin tem 50%, Skaf, 11%, e Padilha, 5%

A disputa estadual reúne três médicos, dois jornalistas, um advogado, um empresário, um operário e um servidor público estadual. Disputam a chefia do Executivo em São Paulo o atual governador, o médico Geraldo Alckmin (PSDB), de 61 anos, que tenta a reeleição apoiado por uma coalizão de 14 partidos; o médico e ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha (PT), de 42 anos, em coligação com o PCdoB e o PR; o professor, escritor e jornalista Gilberto Maringoni (PSOL), de 55 anos, em aliança com o PSTU; o médico e vereador Gilberto Natalini (PV), de 62 anos; o advogado e vereador Laércio Benko (PHS), que tem 41 anos e é apoiado pelo PRP; o empresário e presidente licenciado da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) Paulo Skaf (PMDB), de 58 anos, em coligação formada por cinco legendas; o operário do setor de construção civil e integrante da União de Favelas do Grajaú Raimundo Sena (PCO), de 38 anos; o servidor público e secretário nacional de Juventude do PCB, Wagner Farias, de 34 anos; e o coordenador de Comunicação da Comissão de Segurança Pública da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP) Walter Ciglioni (PRTB), que tem 45 anos.

Alckmin já governou o Estado de São Paulo três vezes. Vice-governador, assumiu o cargo em 2001 após a morte do então governador Mário Covas. Em 2002, foi reeleito e ficou no cargo até 2006. Em 2010, foi novamente eleito. O candidato do PMDB, Paulo Skaf, disputa a eleição para governador de São Paulo pela segunda vez.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.