Cinco concorrem ao governo de Mato Grosso, grande exportador de soja no mundo

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Disputam o cargo Pedro Taques (PDT), Lúcio Cabral (PT), José Geraldo Riva (PSD), Muvuca (PHS), Dr. Roberto (PSOL)

Agência Brasil

Um dos maiores produtores e exportadores de soja do mundo, o Estado de Mato Grosso, que também se destaca pela venda internacional de milho, algodão e carne bovina, terá cinco candidatos na corrida pela disputa do governo neste ano. Apesar de ser o terceiro maior Estado do Brasil, Mato Grosso tem apenas 3,18 milhões de habitantes distribuídos em 141 municípios.

Eleições 2014: 171 candidatos a governador disputam a preferência do brasileiro

Agência Senado
O senador Pedro Taques (PDT-MT)

O senador Pedro Taques (PDT), de 46 anos, é candidato ao governo pela coligação Coragem e Atitude para Mudar, formada pelo PP, DEM, PSDB, PSB, PPS, PV, PTB, PSDC, PSC, PRP, PSL, PRB e o PDT. Formado em direito, já foi procurador da República, cargo que o tornou conhecido pelo combate a grupos de extemínio e ao crime organizado na Amazônia. Em 2010, pediu exoneração do Ministério Público Federal para disputar a eleição ao Senado, na qual surgiu como surpresa e acabou eleito.

O médico Lúdio Cabral (PT), de 43 anos, representará a coligação Amor a Nossa Gente, composta pelo PMDB, PROS, PR e PCdoB e o PT. Com carreira política recente, iniciada em 2004, quando foi eleito vereador da capital, reelegeu-se ao cargo em 2008. Em 2012, disputando a prefeitura de Cuiabá, chegou ao segundo turno, perdendo com 45,5% dos votos válidos.

O deputado estadual José Geraldo Riva (PSD), de 55 anos, é o candidato da coligação Viva Mato Grosso, que conta com o apoio de PTC, PTN, PEN, PRTB e SD. Formado em Direito, foi prefeito de Juara, município no norte do Estado, entre 1983 e 1988, e, depois de ser sido eleito deputado estadual em 1994, conseguiu se reeleger quatro vezes.

José Marcondes dos Santos Neto, o Muvuca (PHS), da coligação Mobilizar e Humanizar, é o candidato mais novo na disputa pelo cargo de governador de Mato Grosso. Com 39 anos, atua como jornalista e conta com o apoio do PMN.

O advogado José Roberto Cavalcante, ou Dr. Roberto, como aparecerá na urna, de 52 anos, é o candidato próprio do PSOL. Somados, os cinco candidatos declararam previsão de gastos de até R$ 110 milhões na campanha deste ano para o cargo de governador.

Mato Grosso tem cerca de 2,2 milhões de pessoas aptas a votar, que representam 1,53% do total de eleitores do país. Apenas 5,4% deles têm curso superior completo como grau de instrução e 31,7%, o ensino fundamental incompleto. Os analfabetos são 5,1% dos eleitores. Além das cinco candidaturas ao governo, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) recebeu 328 pedidos de registro de candidatura para deputado estadual e 105 para deputado federal.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas