Dilma, Aécio e Campos encaram peso político de Lula, Serra e Marina

Por Vasconcelo Quadros - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Pela 1ª vez na história, principais candidatos têm atrelados nomes eleitoralmente mais densos que podem pesar em votos

A consolidação do cenário da disputa presidencial traz uma novidade histórica: é a primeira vez que, num único pleito, todos os candidatos mais bem colocados nas pesquisas têm atrelados nomes eleitoralmente mais densos que podem pesar em prestígio e votos e definir seus destinos políticos.

Pesquisa Ibope: Dilma venceria Aécio e Campos em eventual segundo turno

Especialistas ouvidos pelo iG acham que o fenômeno é resultado da fragmentação que atinge os três principais partidos nas eleições presidenciais deste ano (PT, PSDB e PSB), mas enxergam também renovação política e avanço da democracia.

“Uma democracia só existe de fato quando há renovação. Vejo possibilidade de mudanças e acho que este é um momento rico para a política brasileira”, diz a jornalista e cientista política Katia Saisi, da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP) e autora do livro “Campanhas Presidenciais, Mídia e Eleições na América Latina”, recém-lançado pela editora Medianiz.

Veja fotos dos presidenciáveis:

Ao lado do governador do Paraná e candidato à reeleição no Paraná, Beto Richa, Aécio Neves faz campanha em São José dos Pinhais (26/9). Foto: Igo Estrela/Coligação Muda BrasilMarina Silva acompanha apresentação de capoeira na a CUFA (Central Única de Favelas), no Rio (25/9). Foto: Vagner Campos/MSilva onlineDilma Rousseff (PT) faz campanha em Feira de Santana, na Bahia (25/09). Foto: Divulgação/PTAécio Neves vira gaúcho em dia de campanha Caxias do Sul ao lada senadora Ana Amélia, candidata ao governo do Rio Grande do Sul pelo PP (25/9). Foto: Marcos Fernandes/ Coligação Muda BrasilAo lado da candidata do PP ao governo do Rio Grande do Sul, Ana Amélia, Aécio Neves durante coletiva de imprensa em Porto Alegre (25/09). Foto: Divulgação/PSDBMarina Silva faz selfie depois de agenda de campanha em Porto Alegre (24/9). Foto: Vagner Campos / MSILVA OnlineMarina Silva participa de debate sobre banda larga com representantes do “Movimento Banda Larga é um direito seu”, em São Paulo (22/9). Foto: Vagner Campos/MSilva onlineDilma Rousseff,  candidata à reeleição  pelo PT, durante dia de campanha em Ribeirão das Neves, em Minas Gerais (22/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Ao lado de Giovane, do vôlei, e outros candidatos, Aécio faz carreata em Betim (MG) (22/9). Foto: Marcos Fernandes/Coligação Muda BrasilAécio veste chapéu e ganha imagem de Padre Cícero durante visita a Feira de São Cristóvão, que reúne tradições nordestinas, no Rio de Janeiro (21/9). Foto: Orlando Brito/Coligação Muda BrasilMarina cumpre agenda em Manaus e visita reserva Florestal Adolpho Ducke, na Zona Norte da cidade (21/9). Foto: Vagner Campos/MSilva onlineDilma Rousseff faz campanha em São Paulo ao lado dos petistas Alexandre Padilha, candidato ao governo, e Eduardo Suplicy, candidato ao Senado (20/9). Foto: Paulo Pinto/AnaliticaAécio Neves participa do VI Coletivo da Mulher Metalúrgica, em São Paulo (19/9). Foto: Emiliano Capozoli/Coligação Muda BrasilAo lado de Paulo Souto, candidato ao governo na Bahia pelo PSDB, Aécio Neves faz corpo a corpo com eleitores em Itabuna (18/9). Foto: Valter Pontes/CoperphotoAtor Marcos Palmeira e cantor Gilberto Gil ao lado de Marina Silva em encontro com artistas na escola de cinema Darcy Ribeiro, no Rio (17/9). Foto: Vagner Campos/MSilva onlineAtor Marcos Nanini também demonstra apoio à Marina Silva em evento com artistas no Rio de Janeiro (17/9). Foto: Vagner Campos / MSILVAOtávio Muller é mais um ator da Globo no encontro da candidata do PSB com artistas na escola de cinema Darcy Ribeiro, no Rio (17/9). Foto: Vagner Campos/MSilva onlineDilma posa para fotos durante campanha em Campinas, em São Paulo (17/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma tem dia de campanha em Campinas, interior de São Paulo, com carreata e encontro com intelectuais (17/9). Foto: Ichiro Guerra/PTCandidato do PSDB à Presidência participa do encontro 'Todas com Aécio', em São Paulo (17/9). Foto: Marcos Fernandes/Coligação Muda BrasilAécio Neves, Marina Silva e Dilma Rousseff participam de debate na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, na cidade paulista de Aparecida (16/09). Foto: DIVULGAção/PSBEncontro de artistas com Dilma Rousseff no Rio de Janeiro (15/9). Foto: Tasso Marcelo/Fotos PúblicasDilma Rousseff recebe o apoio da cantora Alcione em encontro com artistas, no Rio de Janeiro (15/9). Foto: Tasso Marcelo/Fotos PúblicasMarina Silva fala com representantes do setor cultural e recebe apoio do cantor Gilberto Gil (15/9). Foto: Vagner Campos/MSilva onlineDinho Ouro Preto, vocalista da banca de rock Capital Inicial, faz selfie com Marina Silva em evento em São Paulo (15/9). Foto: Vagner Campos/MSilva onlineDilma vai ao lançamento do Livro “Um país chamado favela”, no Rio de Janeiro, e arrisca passos de funk com membros da comunidade (15/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Ao lado de Ronaldo, Aécio Neves dança no lançamento do livro 'Um país chamado favela', em Madureira, no Rio de Janeiro (14/9). Foto: Igo Estrela/Coligação Muda BrasilRonaldo e Aécio posam com eleitores na praia no Rio de Janeiro (14/9). Foto: Igo Estrela/Coligação Muda BrasilRonaldo ainda posta em seu Instagram uma foto com toda a família ao lado de Aécio. 'Em família. #somostodosAécio', escreve na legenda (14/9). Foto: Reprodução/InstagramMarina recebe carinho de seu vice Beto Albuquerque durante discurso em Ceilândia, no Distrito Federal (14/9). Foto: Vagner Campos/MSilva onlineMarina Silva faz discurso em João Pessoa, na Paraíba (14/9). Foto: Leo Cabral / PSBCelular prontos para registrar discurso de Marina Silva em Teresina, no Piauí (13/9). Foto: Leo Cabral/PSBDilma tem encontro com juventude em Belo Horizonte, Minas Gerais (13/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Dilma Rousseff sai em carreata em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, ao lado de Lindgerb Farias, candidato ao governo do estado pelo PT (12/9). Foto: Tasso Marcelo/Fotos PúblicasDilma é entrevistada pela RedeTV/iG no Palácio da Alvorada, em Brasília (11/09). Foto: Ichiro Guerra/Dilma 13Cartazes para Dilma Rousseff são exibidos durante comício em Belém, no Pará (10/9). Foto: Ricardo Stuckert/Instituto LulaLula participa de comício de Dilma Rousseff em Belém, no Pará (10/9). Foto: Ricardo Stuckert/Instituto LulaAécio Neves, presidenciável pelo PSDB, participa de um encontro com a juventude em Belo Horizonte (MG) (11/9). Foto: Marcos Fernandes/Coligação Muda BrasilAécio faz carreata ao lado do candidato a governador, Pimenta da Veiga, e do candidato ao Senado, Antônio Anastasia, em Montes Claros (MG) (11/9). Foto: Orlando Brito/Coligação Muda BrasilMarina Silva, candidata do PSB à Presidência, visita o Projeto Casa de Isabel, zona leste de São Paulo (11/09). Foto: Leo Cabral/ MSILVA OnlineMarina Silva chega para campanha nas ruas de Betim, em Minas Gerais (9/9). Foto: Leo Cabral/ MSILVA OnlineDilma posa para foto com estudantes durante cerimônia de lançamento da 2ª etapa do CsF. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR Dilma Rousseff fala com jornalistas nesta quarta-feira (10), em Brasília . Foto: Divulgação/PTPresidenciável Marina Silva (PSB) visita entidade filantrópica na zona leste, em São Paulo (10/09). Foto: DIVULGAção/PSBMarina Silva sorri durante compromisso de campanha em Belo Horizonte (9/9). Foto: Leo Cabral/ MSILVA OnlineAécio Neves (PSDB) faz campanha em Goiânia com o candidato tucano à reeleição pelo governo de Goiás, Marconi Perillo (09/09). Foto: Divulgação/PSDBMarina Siva (8/9). Foto: Wanderley Preite/iGCandidata participa do lançamento da casa de Beto e Marina m Guarulhos (SP), um dos comitês de campanha (5/9). Foto: DivulgaçãoMarina Silva faz campanha em Vitória da Conquista, na Bahia (7/9). Foto: DivulgaçãoPresidenciável Aécio Neves (PSDB) faz campanha nas ruas de Belém, no Pará (08/09). Foto: Divulgação/PSDBDepois do desfile de 7 de setembro, Dilma se reúne com juventude no Palácio da Alvorada (7/9). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Lula coloca chapéu em Dilma durante comício no Recife (4/9). Foto: Ricardo Stuckert/Instituto LulaAo lado do candidato à releição pelo RS, Tarso Genro (PT), Dilma Rousseff Dilma Rousseff visita à 37ª EXPOINTER (05/09). Foto: Divulgação/PTAo lado do ex-presidente Lula, a candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) participou de carreata em São Bernardo do Campo, em São Paulo (02/09). Foto: Divulgação/PTAécio Neves participa de ato político em Marabá, no Pará (8/9). Foto: Orlando Brito/Coligação Muda BrasilAécio ganha adesivo de campanha de Ana Amélia, candidata do PP ao governo do Rio Grande do Sul (5/9). Foto: Marcos Fernandes/Coligação Muda BrasilOs candidatos à Presidência da República, durante o debate realizado pelo SBT (01/09). Foto: Alice Vergueiro / Futura PressAécio Neves joga futebol no evento "Futebol entre Amigos" promovido pelo ex-jogador Zico, no Rio de Janeiro (31/8). Foto: Orlando Brito/Coligação Muda BrasilAécio toma café da manhã com operários em São Paulo (28/8). Foto: Marcus Fernandes/Coligação Muda BrasilAo lado de Alckmin, Aécio Neves visita à Estação Vila Prudente, da Linha 15 Prata do monotrilho, em São Paulo (29/8). Foto: Ana Flavia Oliveira/iGDebate da TV Band é o primeiro encontro entre os concorrentes à Presidência da República (26/8). Foto: Marcos Bezerra/Futura PressMarina posa para fotos ao lado de eleitores no Centro de Tradições Nordestinas, em São Paulo (25/8). Foto: DIVULGAção/PSBAécio visita o abrigo Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, e dança com uma das moradoras do local (24/8). Foto: Igo Estrela/ObritoNewsAécio e ACM Neto, prefeito de Salvador, fazem parada em igreja durante campanha na capital da Bahia (23/8). Foto: Igo Estrela/PSDBDilma Rousseff, candidata à releição pelo PT, faz viagem de trem em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul (22/08). Foto: Divulgação/PTCandidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff visita vistoria obras da transposição do Rio São Francisco com ex-presidente Lula (21/08). Foto: Divulgação/PTDilma Rousseff aparece cozinhando na primeira semana de horário eleitoral (19/8). Foto: ReproduçãoBeto Albuquerque, Roberto Amaral, Marina Silva e  Rodrigo Rollemberg no lançamento oficial da nova chapa presidencial do PSB,em Brasília (20/08). Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaAécio Neves (PSDB) visita Unidade da Polícia Pacificadora (UPP) da Comunidade de Santa Marta,no Rio de Janeiro (18/08). Foto: Divulgação/PSDBDilma Rousseff cumprimenta Marina Silva, que era candidata à vice na chapa de Eduardo Campos (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersComitiva do PT em carreata por Osasco. Na foto aparecem Dilma, Padilha, Marta e Eduardo Suplicy (9/8). Foto: Paulo Pinto/AnaliticaDilma almoça na Usina de Belo Monte (5/8). Foto: Ichiro Guerra/Fotos PúblicasA presidente Dilma Rousseff e o governador paulista Geraldo Alckmin participaram da inauguração do Templo de Salomão nesta quinta (31), em SP . Foto: Divulgação/Igreja Universal Dilma cumprimenta baiana em convenção do PT em Salvador (27/6). Foto: Heinrich Aikawa/Instituto LulaAécio Neves e a mulher, Leticia Weber, deixam hospital com o pequeno Bernardo no colo, no Rio de Janeiro (10/8). Foto: Reprodução/InstagramAécio Neves, presidenciável do PSDB, joga sinuca com eleitores na cidade de Botucatu, em São Paulo (08/07). Foto: Divulgação/PSDBTucanos Aécio Neves, Geraldo Alckmin e José Serra fazem selfie na fábrica Wurth, em São Paulo (07/08). Foto: Divulgação/PSDBAécio Neves dança com Ana Amélia, candidata do PP ao ao governo do Rio Grande do Sul em encontro em Porto Alegre (2/8). Foto: Igo Estrela/ObritoNewsGeraldo Alckmin (PSDB), candidato ao governo de SP, e o presidenciável Aécio Neves na Feira Tecnológica da Zona Leste paulistana (26/07). Foto:  Marcos Fernandes/ObritoNewsAécio Neves  visita a Vigário Geral, no Rio de Janeiro (RJ), e toca com AfroReagge (25/7). Foto: Orlando Brito/Coligação Muda BrasilCandidato faz uma oração no Memorial Padre Cícero, em Juazeiro do Norte, no Ceará (20/7). Foto: Igo Estrela/PSDBPastor Everaldo, candidato do PSC à Presidência (22/7). Foto: Divulgação/PSCPastor Everaldo participa de caminhada em Osasco e dá entrevistas para jornal local (23/7). Foto: Facebook/Pastor EveraldoCandidato do PSC à Presidência participa da Missão Carismática Brasileira (21/7). Foto: Facebook/Pastor EveraldoCandidata à presidente Luciana Genro (PSOL) grava programa eleitoral em Porto Alegre (22/7). Foto: Divulgação/PSOLLuciana Genro caminha por Santo André, região do Grande ABC de São Paulo (19/7). Foto: Facebook/Luciana GenroZé Maria, representante do PSTU na disputada pela Presidência, em agenda de campanha em Curitiba (22/7). Foto: Divulgação/PSTUEduardo Jorge, representante do PV, registra candidatura à Presidência no TSE (3/7). Foto: Divulgação/PVEymael é o candidato à Presidência da República pelo PSDC (29/6). Foto: PSDC Levy Fidelix, candidato à Presidência pelo PRTB, deve começar campanhas nas ruas em agosto. Foto: Facebook/Levy FidelixEduardo Campos era candidato e morreu em acidente aéreo em Santos no dia 13. Ele comemorou aniversário durante campanha em Alagoas (8/8). Foto: PSB

Consultor de Aécio: FHC ganha importância no projeto eleitoral do PSDB

O candidato tucano Aécio Neves nunca disputou uma eleição presidencial, mas tomou o lugar do ex-ministro José Serra, que desembarcou da campanha de 2010 com 43.711.388 (43,95%) de votos ou 43,95% dos votos válidos, um capital político considerável.

O ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, que integrou os três governos do PT e também é estreante na eleição presidencial, tem na sua retaguarda o apoio da ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, que saiu do primeiro turno da mesma eleição com 20 milhões de votos.

Preocupado com rejeição: PT reformula campanha de Dilma e recruta Lula em SP

A vitoriosa em 2010, a presidente Dilma Rousseff, obteve 55.752.529 dos votos válidos e deve a maior parte desse capital político à atuação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na campanha deste ano, Lula não só foi decisivo para afastar o movimento interno que pedia seu retorno como candidato - o “Volta-Lula” - como continuará sendo o principal cabo eleitoral da candidata petista. Nos próximos dias, por exemplo, ele percorrerá o Nordeste para lembrar que é o “pai” do Bolsa Família e, assim, tentar transferir votos para a pupila.

Pressão: Candidatos estreantes enfrentam preconceito e resistência da família

Saisi acha que Lula, Marina e Serra serão apenas partidários de peso nas campanhas dos candidatos, sem que isso implique em dependência ou sombra para quem for eleito. Um exemplo de renovação e avanço, segundo ela, foi o papel exercido pela presidente Dilma, que construiu sua própria imagem no poder.

Ela lembra que, se tivesse se tornado dependente do ex-presidente, Dilma poderia ter sido engolida pelo movimento “Volta-Lula”, ensaiado por setores do próprio PT. “Dilma se impôs pela legitimidade, pelas próprias ideias e por ter voo próprio”, diz a cientista política. Ela não duvida de que Lula continuará exercendo papel determinante na campanha deste ano por agregar apoios e votos para sua candidata.

Coordenador de campanha: Divergências entre Campos e Marina estão superadas

No caso do PSDB, a cientista usa o futebol como metáfora. “O Aécio é o Dunga da seleção. Depois dos 7 a 1, os tucanos decidiram trocar seu Felipão”, brinca. Serra perdeu para o PT nas eleições de 2002 e 2010 e, em 2012, na disputa pela Prefeitura de São Paulo. Era natural, segundo ela, que os tucanos fizessem a troca. “O Aécio é a nova aposta do PSDB”, diz.

Saisi diz que não é a mesma situação de Eduardo Campos e Marina. Ela acha que a dupla formou o que poderia se chamar de novidade na política brasileira, mas também não acredita que um eventual sucesso do ex-governador pernambucano torne Marina sua sombra no poder. “É uma aliança. Eduardo é da política tradicional e precisava da credibilidade de Marina”, ressalta.

O cientista político Carlos Melo, professor do Insper, instituição de estudo e pesquisas, diz que não se pode negar que há algum grau de renovação no cenário da disputa presidencial, mas vê conflitos entre o chamado “lulismo” e o “dilmismo” no PT e fragmentação no interior do PSDB e PSB.

Coordenador de Aécio: ‘Bolsa Família é patrimônio brasileiro’, diz senador José Agripino

Ele acha que desde o fim do governo de Fernando Henrique Cardoso os tucanos viveram um período de disputa entre três lideranças, Aécio, Serra e o governador Geraldo Alckmin, e que a ascensão do primeiro revela uma mudança no partido. Melo também avalia que a maior novidade é a aliança Eduardo/Marina, mas duvida que ela sobreviva às eleições de 2018.

Na avaliação do cientista, a fragmentação atinge mais fortemente o PT e o PSDB. Dilma, na sua opinião, ainda não conseguiu se consolidar. “Será que o Volta-Lula acabou? Não acredito. Isso só será afastado na medida em que Dilma se consolidar como candidata. Enquanto a dúvida permanecer, haverá centelha”, alerta Melo.

Coordenador de Dilma: ‘Vamos reeleger Dilma e trazer Lula de volta em 2018’, aposta Rui Falcão

Ele acha que o movimento pelo retorno de Lula rema contra a ideia de renovação e que a manutenção dos grandes apoiadores dos candidatos como sombra de quem for eleito dependerá dos rumos que o grupo vitorioso tomará. Lembra que o fantasma da traição sempre rondou os partidos e certamente contribuiu para a fragmentação, como ocorreu com o PSDB nas últimas três eleições presidenciais.

Melo acha que a aproximação de Aécio a Lula em 2002 e do ex-governador Antônio Anastasia de Dilma em 2010 prejudicaram Serra. O mesmo se dá agora com a aliança de Alckmin com o PSB de Campos que, na sua opinião, é ruim para Aécio, que precisará de muitos votos em São Paulo para compensar o vazio que sua candidatura enfrenta no nordeste.

Para Carlos Melo, Lula, Serra e Marina terão peso decisivo no destino de seus candidatos, mas tudo sempre dependerá de uma união verdadeira. “Sombras só não atrapalham se rumarem no mesmo lado”, afirma.

Leia tudo sobre: eleições 2014dilma roussefflulaaécio nevesjosé serramarina silvaeduardo camposptpsbpsdb

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas