Datafolha: com 54% das intenções de voto, Alckmin seria eleito no 1º turno

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Além da evolução nas intenções de voto, candidato tucano também viu avaliação de sua gestão melhorar entre paulistas

Pesquisa Datafolha sobre as intenções de voto para as eleições ao governo de São Paulo, divulgada no final da tarde desta quinta-feira (17), indica que Geraldo Alckmin (PSDB) conquistaria 54% dos votos dos eleitores, o que automaticamente lhe daria a vitória no primeiro turno do pleito, a ser realizado no dia 5 de outubro.

Leia também:
Alckmin terá palanque com 15 partidos em São Paulo
Entre Dilma e Alckmin, PSD pressiona Kassab por definição rápida em SP

Alckmin busca a reeleição nas eleições 2014, quando precisará superar os concorrentes Paulo Skaf (PMDB), presidente licenciado da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), e Alexandre Padilha (PT). Ambos, no entanto, se encontram bem distantes do patamar de intenções de voto ao tucano, segundo o Datafolha.

Divulgação/Governo SP
Governador durante entrevista em janeiro

Nesta mais recente pesquisa, que ouviu 1.975 pessoas em 55 municípios entre terça (15) e quarta-feira (16), o Skaf conta com 16% das intenções de voto, enquanto Padilha, com apenas 4% - mesmo índice registrado na somatória de intenções de todos os demais candidatos.

Para se manter no Palácio dos Bandeirantes, Alckmin precisa somar nas eleições uma maioria de 50% de preferência dos eleitores em relação a seus concorrentes e mais um voto. A pesquisa ainda mostra um claro crescimento do tucano na preferência dos eleitores, já que, antes da oficialização das candidaturas, no início do mês passado, ele contava com a intenção de voto de 47% dos entrevistados.

A avaliação da gestão de Alckmin também melhorou de um mês e meio para cá: hoje, 46% dos paulistas classificam seu governo como bom ou ótimo, contra 41% registrados em junho, segundo a pesquisa. O indíce de rejeição do tucano também é positivo quando comparado ao dos outros candidatos: de 19%, inferior aos 20% de Skaf e aos 26% de Padilha.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas