Gestão de Haddad tem apenas 17% de aprovação, diz Datafolha

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Após um ano e meio, o índice de pessoas que consideram o governo do petista ruim ou péssimo caiu de 39% para 36%

A gestão do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), é aprovada por apenas 17% dos moradores, segundo pesquisa Datafolha, realizada em 25 e 26 de junho e divulgada nesta segunda-feira (30). Na última avaliação, feita em novembro do ano passado, 18% das pessoas estavam satisfeitas com a gestão petista. 

Leia também:
São Paulo aplica uma multa a cada meia hora por invasão de faixa de ônibus
Invasão de faixa exclusiva rende 708 multas no Corredor Norte-Sul em SP
Multas em faixas de ônibus quintuplicam na cidade de São Paulo

BBC Brasil
Fernando Haddad

O índice de pessoas que consideram o governo do petista ruim ou péssimo caiu de 39% para 36%. Segundo o levantamento, 44% responderam que o prefeito está fazendo um trabalho regular - levantamento anterior era de 40% - e 3% não souberam responder. 

Após um ano e meio a frente da maior cidade do País, Haddad fez menos que o esperado para 77% dos entrevistados. Apenas 4% das pessoas acham que o petista superou as expectativas. 

O calcanhar de Aquiles de Haddad, segundo o Datafolha, é o trânsito que está ruim ou péssimo para 81% dos entrevistados. Em setembro do ano passado, esse índice era de 74%. Apenas 4% consideram o trânsito bom ou ótimo e 15% responderam que é regular. 

As faixas exclusivas de ônibus, principal ação da atual administração, têm a aprovação de 84% da população, queda de quatro pontos percentuais em relação a última pesquisa realizada em setembro do ano passado. 

Segundo a opinião de 55% dos entrevistados, o trânsito melhorou depois da ampliação das vias segregadas para os coletivos. Outros 14% disseram que o trânsito ficou pior e 27% responderam que não houve alteração. O índice de pessoas que não sabe ou não respondeu ficou em 5%. 

Os entrevistados que consideram o transporte coletivo bom ou ótimo passou de 15% em junho do ano passado, quando as manifestações pela revogação da tarifa começaram, para 31% agora. Os entrevistados consideram o item ruim ou péssimo passou de 55% há um ano para 34% na avaliação mais recente. 

Uma das propostas do prefeito para melhorar o trânsito é a ampliação do rodízio para outras vias da cidade. A medida é a aprovada por 61% da população e desaprovada por 32%. Entre os entrevistados, 6% não souberam responder. O pedágio urbano no centro expandido tem a desaprovação de 79% dos entrevistados e aprivação de 17%.

O Datafolha ouviu 1.101 pessoas e a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. 




Leia tudo sobre: IGSPpesquisaHaddad

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas