Equipe de Eduardo Suplicy já se prepara para enfrentar José Serra

Por Brasil Econômico - Gilberto Nascimento |

compartilhe

Tamanho do texto

Caso a disputa entre ambos se confirme, será a primeira vez que o petista inicia campanha atrás de seu principal adversário

Brasil Econômico

O ex-governador paulista José Serra (PSDB) afirma oficialmente que vai disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, mas a equipe da campanha do senador Eduardo Suplicy (PT), candidato à reeleição, já se prepara para enfrentá-lo. Acredita na pressão do presidenciável Aécio Neves e do governador Geraldo Alckmin, que tenta renovar o mandato, pela candidatura de Serra. Seria uma forma de garantir um nome forte para enfrentar o petista, que completa seu terceiro mandato. A avaliação é que Serra também deve ter se animado com o fato de aparecer à frente de Suplicy na última pesquisa de intenção de votos divulgada pelo Datafolha. Caso a disputa entre ambos se confirme, será a primeira vez que o parlamentar inicia a campanha atrás de seu principal adversário.

O marketing da campanha de Suplicy ficará a cargo do jornalista Chico Malfitani, profissional que fez o mesmo trabalho para o petista na candidatura a prefeito em 1985. “Quase 30 anos depois, poderia usar parte do mesmo slogan: Experimente Suplicy, é diferente de tudo que está aí. Ele continua sendo um político diferente”, diz. Além dos adversários, o petista enfrentará o desgaste da imagem do PT e de estar há 24 anos no cargo. Malfitani já tratou das estratégias com João Santana, da campanha de Alexandre Padilha ao governo. “A imagem televisiva do Padilha combina com a do Suplicy”, analisa Malfitani. Nos anos 80, quando o marketing político ainda engatinhava no Brasil e as campanhas tinham menos recursos, ele ficou conhecido por criar programas eleitorais criativos, com uso de bonecos e petistas contracenando em novelas com artistas famosos.

Festa do Mano Suplicy

A convite do rapper Mano Brown, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) vai comemorar seu aniversário de 73 anos, no próximo sábado, em um show dos Racionais MCs, no Capão Redondo, no extremo sul da capital paulista onde Brown nasceu. Suplicy já cantou em diversas ocasiões “O Homem na Estrada”, um dos sucessos do grupo.

Bonecos de Aécio viram meme

Os bonecos em tamanho natural do presidenciável Aécio Neves usados na convenção nacional do PSDB que homologou sua candidatura viraram meme. Na maioria dos casos, a imagem é negativa para o tucano.

PT ainda quer Romário

Petistas do Rio ainda não desistiram de tentar levar o deputado e ex-jogador Romário (PSB), candidato ao Senado, para a chapa de Lindbergh Farias (PT), que concorre ao governo. Segundo petistas, Romário topa, mas o difícil é convencer seu partido.

Eduardistas culpam polícia por violência

Aliados do ex-governador Eduardo Campos procuraram dissociar a imagem do presidenciável e do prefeito de Recife, Geraldo Júlio, ambos do PSB, da desastrada ação de reintegração de posse no Cais José Estelita, na capital pernambucana, na qual a PM lançou bombas de efeito moral e ao menos uma pessoa ficou ferida. Eduardistas afirmaram que integrantes do governo de João Lyra, também do PSB, teriam estimulado a violência da polícia com o objetivo de prejudicar Campos.

Ex-aliada do PCdoB agora é vaiada por petistas

Ex-prefeita de Olinda em aliança com o PT, a deputada Luciana Santos (PCdoB-PE) tem sido vaiada por militantes petistas, em eventos políticos, por causa do apoio do seu partido a Paulo Câmara, candidato a governador de Pernambuco pelo PSB. O PCdoB apoia a presidente Dilma, mas no Estado continuou aliado a Eduardo Campos.

“A minha relação com o meu pai é tão forte que supera o estereótipo de que a filha deve ser imagem e semelhança do pai ou de que o pai deve ser o mito inquestionável” – Luciana Genro, presidenciável do Psol e filha do governador gaúcho Tarso Genro (PT)

*Com Leonardo Fuhrmann

Leia tudo sobre: mosaico político

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas