Alckmin venceria no primeiro turno em São Paulo com 44%, segundo Datafolha

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Pesquisa ouviu 2.029 eleitores em 61 municípios e mostrou que Skaf tem 21% das intenções de voto, Kassab 5% e Padilha 3%

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), tem 44% das intenções de voto e venceria no primeiro turno deste ano nas eleições estaduais, caso disputasse com Paulo Skaf (PMDB), Gilberto Kassab (PSD) e Alexandre Padilha (PT), de acordo com pesquisa Datafolha divulgada no site do jornal Folha de S. Paulo.

Fevereiro: Apesar de recorde negativo em reservatório, Alckmin não quer racionamento

Segundo a pesquisa, que ouviu 2.029 eleitores em 61 municípios do estado entre terça (3) e quinta (5), Skaf teria 21% das intenções de voto, Kassab 5% e Padilha, 3%. Votos branco ou nulos seriam a opção de 16% e outros 10% responderam que não sabiam ou preferiram não opinar. A pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Esses resultados indicam que Alckmin cresceu um ponto percentual nas intenções de voto em comparação ao Datafolha realizado entre 28 e 29 de novembro de 2013, que testou o mesmo cenário.

2013: Alckmin seria reeleito no primeiro turno, diz Datafolha

No interior paulista, Alckmin também é líder da pesquisa de intenção de voto com 49% - na capital, o número chega a 38%. Skaf teria 22% das intenções de voto no interior e 20% na capital. Kassab e Padilha teriam respectivos 4% e 5% - capital e interior - e 3% e 4%.

Avaliação

Para 41% dos paulistas, a administração de Alckmin foi considerada positiva. Já 39% avaliaram o governo regular (mesmo índice da última pesquisa) e 18% consideraram a atual gestão ruim ou péssima.

Alckmin, que havia recebido nota média de 6,4 pelo seu governo em março de 2011, recebeu agora nota 5,9. No interior, sua aprovação é maior: 46% consideram sua gestão ótima ou boa, 38% apontam como regular e 14%, ruim ou péssima.

Na capital e região metropolitana, o índice de eleitores que consideram a atual administração regular é 39% e supera o dos que a aprovam, 36%. Outros 22% acham o governo ruim ou péssimo.

Leia tudo sobre: alckminkassabskafpadilhaeleicoes 2014igsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas