86% dos brasileiros desaprovam combate à corrupção do governo Dilma

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Pesquisa norte-americana mostra que insatisfação com governo é alta também em outras oito áreas, como Saúde, Segurança e Tranporte

Uma pesquisa divulgada nesta terça-feira (03), nos Estados Unidos, revelou que 86% dos brasileiros desaprovam as medidas de combate à corrupção do governo Dilma Rousseff.

Leia mais: Insatisfação dos brasileiros com o País vai a 72%, revela pesquisa

A área é uma das nove reprovadas pelos entrevistados pelo Centro de Pesquisa Pew. A rejeição da condução de Dilma ultrapassa os 80% também na área da Saúde (85%), segurança pública (85%). A rejeição continua alta nas áreas de transporte público (76%), condução de políticas internacionais (71%), educação (71%), preparativos para a Copa do Mundo (67%), pobreza (65%) e economia (63%).

A reprovação da gestão de Dilma cresce conforme aumenta a educação do entrevistado, e se ele vive em grandes cidades.

Mas mesmo com os altos níveis de reprovação, Dilma ainda aparece na frente de seus opositores nas eleições. 51% dos entrevistados disseram ter uma visão favorável de Dilma, número bem maior do que os 27% que tem uma boa opinião sobre Aécio Neves (PSDB) e os 24% de Eduardo Campos (PSB).

Entre os entrevistados, 49% têm uma visão negativa da presidente. No mesmo recorte, 53% veem Aécio negativamente e 20% não souberam responder. Campos é visto negativamente por 47% dos entrevistados.

Marina Silva (PSB), vice de Campos, é vista positivamente por 51%, enquanto 37% tem visões negativas sobre a ex-ministra.

Lula, FHC e Barbosa

Entre os ex-presidentes, Lula é o mais bem visto entre os brasileiros: 66% tem uma visão favorável de seu governo. Já em relação ao tucano Fernando Henrique Cardoso, 67% veem negativamente sua passagem de oito anos na Presidência. 

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, citado pelo instituto como o quem comandou "um importante julgamento de corrupção que condenou à prisão alguns dos maiores conselheiros de Lula", é aprovado por 60% dos entrevistados. Apenas 26% deram uma opinião negativa sobre Barbosa.  

A pesquisa do instituto norte-americano ouviu 1.003 pessoas com mais de 18 anos, entre 10 e 30 de abril em todo o País. A margem de erro de é de 3,8 pontos percentuais para cima ou para baixo.

Leia tudo sobre: DilmaPesquisa

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas