Movimento de moradia levou 2.500 pessoas para porta da Câmara Municipal para pedir votação do projeto até dia 11

O vereador Nabil Bonduki (PT), relator do Plano Diretor Estratégico (PDE), afirmou nesta quarta-feira (28) que irá estudar formas de trasformar a área da ocupação Copa do Povo, perto do Itaquerão, na zona Leste, em Zona Especial de Interesse Social (Zeis). As áreas são regiões destinadas à moradia popular. "O problema de habitação popular é um problema sério em São Paulo, o número de Zeis pode e deve aer ampliada e esse caso deve ser analisado até terça."

Por moradia popular: MTST protesta no centro de São Paulo

Plano Diretor Estratégico: Entenda o que pode mudar em São Paulo

Nabil disse também que irá trabalhar para votar o projeto entre os dias 9 e 11. Antes, irá realizar uma nova audiência pública, na próxima terça-feira. As cerca de 400 emendas apresentadas ao PDE serão publicadas a partir de amanhã.

Ele se reuniu com uma comissão do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) após 2.500 militantes fecharem o viaduto Jacareí , em frente à Câmara Municipal na tarde desta quarta-feira. Entre as reivindicações do movimento estavam a emenda para transformar a Copa do Povo em Zeis, a data da segunda votação do PDE e uma criação de uma comissão para acompanhar as reintegrações de posse na capital.

Jussara Basso, coordenadora do MTST, disse que o movimento está satisfeito, mas que acompanhará as votações da próxima semana, podendo mobilizar novamente os militantes. "Houve uma sinalização que a ocupação Copa do Povo será transformada em Zeis", disse a jornalistas.

Aos 2.500 militantes que esperavam a reunião em frente à Câmara, o coordenador do MTST, Guilherme Boulos, disse que os PDE enfrenta dificuldades porque alguns vereadores não querem votar o projeto. "Nós deixamos bem claro que a abertura da Copa do Mundo vai ser em Itaquera. Se não houver votação até lá, vai ter gente sem ingresso queredo entrar", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.