Sistema de e-mails do Itamaraty é invadido por hackers

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Nada foi declarado, por enquanto, sobre a origem da espionagem e, por razões de segurança, não foi divulgado o tipo de informação vazada

Agência Brasil

O sistema de comunicação interna do Itamaraty foi alvo de ataque de hackers, e por razões de segurança está suspenso desde a noite de ontem. A Polícia Federal e o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República estão ajudando nas investigações sobre o ataque. Nada foi declarado, por enquanto, sobre a origem da espionagem e, por razões de segurança, não foi divulgado o tipo de informação vazada.

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério das Relações Exteriores, os hackers tiveram acesso às informações trocadas pelos funcionários. Entre eles, diplomatas que atuam no exterior. O Itamaraty está tentando restabelecer, com segurança, o sistema de comunicação interna pela internet.

No mês passado, o relator da CPI da Espionagem, senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), concluiu que o Brasil tem um sistema vulnerável a esse tipo de ataque. Em setembro do ano passado, depois de denúncias de que o governo dos Estados Unidos monitorou milhões de e-mails e telefonemas no Brasil, inclusive da presidenta Dilma Rousseff, foi criada a CPI da Espionagem. As denúncias foram feitas pelo ex-consultor Edward Snowden, que prestava serviços à Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) daquele país e atualmente está asilado na Rússia.

Leia tudo sobre: itamaratyespionagem

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas