“CPI chapa branca não terá nossa participação”, diz líder do DEM no Senado

Por Marcel Frota - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Senador José Agripino afirmou que a imagem do Congresso está sendo maculada e que comissão exclusiva no Senado para investigar Petrobras serve para acomodar interesse do governo

O senador José Agripino, líder do DEM no Senado, disse que seu partido continuará a boicotar a CPI da Petrobras instalada na Casa. “A CPI chapa branca não contará com a nossa participação”, resumiu o líder, que também é presidente nacional do DEM. Durante a sessão desta manhã da CPI, o ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli foi ouvido sem a presença de partidos de oposição.

Leia mais: Ex-presidente da Petrobras isenta Dilma de responsabilidade por refinaria


“Por que é que o PMDB, por exemplo, que tem quadros como Pedro Simon, Jarbas Vasconcelos, não indicou essas pessoas que dariam credibilidade às investigações? Indicou pessoas que o Brasil não conhece e que certamente estão lá para prestar serviços ao governo e não ao país?”, criticou Agripino, mirando o principal aliado do governo, o PMDB.

Agripino disse que os partidos da oposição deverão pressionar para que outros partidos façam suas indicações para a CPI mista para que a comissão comece a funcionar. O governo tem interesse que apenas a CPI no Senado funcione, já que naquela Casa tem ampla maioria. “A imagem do Congresso está sendo prejudicada, sendo maculada. O Congresso não pode perder a dignidade perante a sociedade. CPMI é para investigar, não é para acomodar interesse de governo”, declarou ele.

Sobre a mudança do tom de Gabrielli a respeito da compra da refinaria de Passadena, nos Estados Unidos, Agripino disse acreditar numa combinação do ex-presidente da estatal com o Planalto. “Deve ter havido um ‘combinemos’ entre os governistas para dizer que ela, Dilma, não tinha responsabilidade sobre a compra. Ou seja, a CPI está servindo para acomodar os interesses do governo”, afirmou. Há cerca de 15 dias, Gabrielli havia dito que a presidente deveria assumir sua responsabilidade sobre a compra da usina.

Leia tudo sobre: cpi da petrobrasjosé agripino

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas