Alvo de cassação, Vargas suspende licença e volta à Câmara

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Deputado é investigado pelo Conselho de Ética por ligação com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal em uma operação contra lavagem de dinheiro

O deputado André Vargas (sem partido-PR) reassumiu o mandato na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (14). Alvo de processo de cassação no Conselho de Ética, ele havia se licenciado em abril para "tratar de assuntos particulares". Hoje, ele enviou à Casa o pedido de suspensão do afastamento, com previsão de término em 5 de junho.

Leia mais: Juiz envia investigação sobre André Vargas ao presidente do STF

Alvo de cassação: Câmara notifica André Vargas sobre processo 

Alan Sampaio / iG Brasília
Vargas é alvo de processo de cassação

Vargas é investigado por ligação com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal em uma operação contra lavagem de dinheiro. O doleiro pagou um jatinho para levar o deputado e a família para passar as férias em João Pessoa no final do ano passado. Em meio às denúncias, o deputado abriu mão da vice-presidência da Câmara e anunciou a saída do PT.

Conversas grampeadas pela Polícia e divulgadas pela imprensa também dão conta de que o deputado intercedeu em favor de uma das empresas de fachada de Youssef, a Labogen, em contratos com o Ministério da Saúde. Nas conversas, o doleiro diz que o contrato da Labogen garantiria a “independência financeira” dos dois.

O deputado foi notificado ontem (13), por meio do Diário Oficial, pelo Conselho de Ética sobre o processo aberto contra ele e terá até dez dias úteis para apresentar a sua defesa por escrito.

Com Agência Câmara

Leia tudo sobre: andré vargascâmaraconselho de éticayoussef

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas