Último dia para tirar ou transferir título de eleitor provoca filas pelo Brasil

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Muitas eleitores deixaram para regularizar sua situação nos últimos dias. Grandes filas são registradas em várias capitais

O prazo para o eleitor tirar o título pela primeira vez ou pedir a transferência do documento para outro domicílio eleitoral termina nesta quarta-feira (7). E as filas encontradas em diversos cartórios eleitorais durante a semana se repete em muitas cidades do País.

Leia também: "Eleitor só vai se ligar na eleição depois da Copa", diz presidente do Ibope

Edmar Barros/Futura Press
Fila na noite desta terça-feira (6), em frente ao TRE-AM para regularizar o título de eleitor em Manaus (AM)

O prazo também vale para pessoas com deficiência que querem pedir transferência para seções adaptadas e para quem não fez o recadastramento biométrico, nas cidades onde os eleitores foram convocados pela Justiça Eleitoral. O primeiro turno das eleições será no dia 5 de outubro.

Para resolver as pendências, basta procurar o cartório eleitoral mais próximo. Para quem vai tirar o título pela primeira vez, é preciso levar documento oficial com foto, comprovante de residência e certificado de quitação do serviço militar, no caso dos homens maiores de 18 anos.

Para transferir o domicílio, o eleitor deve apresentar documento oficial de identificação com foto, o título de eleitor e um comprovante de residência. Algumas regras também devem ser observadas, como não ter pendências com a Justiça Eleitoral, morar no endereço atual há mais de três meses, ter tirado o primeiro título ou ter feito a última transferência do documento há pelo menos um ano.

Manaus

Apesar da grande divulgação realizada pela Justiça Eleitoral, muitas pessoas deixaram para regularizar sua situação apenas nos últimos dias para o fechamento do cadastro. Em Manuas, nesta segunda-feira (05), até o meio-dia, a procura nos cinco postos de atendimento espalhados pela cidade foi bastante intensa. A central de atendimento ao eleitor, localizada no Bairro Aleixo, atendeu mais de 1.500 pessoas. No demais postos, a média foi de 400 atendimentos. O funcionamentos dos postos começou às 7v e vai até as 19h.

São Paulo

Desde 28 de abril, quando a Justiça Eleitoral paulista estendeu o atendimento em três horas, 185 mil eleitores foram recepcionados nos cartórios eleitorais. O movimento foi 36% menor em relação ao registrado no mesmo período de 2012. Somente nos plantões do Dia do Trabalho e dos últimos sábado e domingo (3 e 4), mais de 68 mil eleitores (cerca de 37% do total da semana) procuraram os Cartórios Eleitorais de todo o Estado. Do atendimento total, 29% (53.705) transferiram o domicílio eleitoral e cerca de 30 mil jovens de 15 a 17 anos fizeram o primeiro título.

* Com informações da Agência Brasil

Leia tudo sobre: eleições 2014tretítulo de eleitor

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas