Crise no governo fortalece o 'volta Lula' dentro de bancada petista

Por Brasil Econômico - Gilberto Nascimento |

compartilhe

Tamanho do texto

Líder do movimento interno seria Candido Vaccarezza, ex-líder e ex-homem forte do governo, destituído do cargo pela presidente Dilma em 2012

Brasil Econômico

Segundo petistas, há deputados da bancada do partido na Câmara dispostos a levar adiante a bandeira do “volta Lula já”. O líder dessa corrente seria Candido Vaccarezza, ex-líder e ex-homem forte do governo, destituído do cargo pela presidente Dilma em 2012. Defensores da proposta “volta Lula” só falam do assunto reservadamente. Quem defende a ideia se mostra contrariado com o tratamento dado pela presidente ao Congresso e com os responsáveis pela articulação política do governo. O grupo acredita que o conflito com o PMDB na Câmara, a consequente criação do “Blocão” e a nova crise causada com a compra pela Petrobras da refinaria de Pasadena irão fortalecer o “Volta Lula”. Há um mês, circularam informações na imprensa sobre o movimento.

Ele começou a ser articulado, segundo notícias, por parlamentares mais próximos de Lula e do ex-ministro José Dirceu. Além de Vaccarezza, fariam parte José Guimarães, José Mentor, André Vargas, Zeca Dirceu e Luiz Sérgio. A razão é que os “lulistas” teriam perdido cargos e prestígio no governo Dilma. Um petista crítico da articulação política do governo, que pediu para não ser identificado, disse que o grupo tenta defender a presidente “mas ficamos impotentes porque o governo tem cometido um erro atrás do outro”. O deputado Carlos Zaratini (PT-SP) admitiu que há uma insatisfação em relação à forma como o Congresso é tratado. “E também com uma certa aversão do Planalto aos políticos e à política", diz. “Mas não há nada estruturado e nenhum movimento para substituir ninguém. Pode haver um que goste mais deste ou daquele", acrescentou.

Carvalho nega divergências

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse ser “especulação” os comentários sobre divergências entre Dilma e Lula. “Se há divergência, é tratada entre eles de maneira madura e tranquila. Quem apostar nisso não vai se dar bem, porque não é por aí”, afirmou.

Russos querem fazer caça com o Brasil

Antes da abertura da Fidae, feira chilena de segurança e defesa, o diretor do Serviço Federal para a Cooperação Técnico-Militar da Rússia, Aleksandr Fomin, defendeu uma parceria com o Brasil para a fabricação conjunta de um novo caça multifuncional. O governo brasileiro anunciou no ano passado um acordo para aquisição de 36 caças suecos, com transferência de tecnologia. Agora, os russos oferecem uma possibilidade mais vantajosa: formar uma joint venture para desenvolver e produzir o caça. O presidente Vladimir Putin visita o Brasil em julho, para uma reunião dos líderes dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

Perguntar aos americanos não custa nada

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), enviou, ao Congresso dos EUA, um pedido de um levantamento das informações produzidas pelo governo daquele país sobre o golpe de 1964 e a ditadura no Brasil. O objetivo é saber mais detalhes sobre a participação americana no movimento que derrubou João Goulart e no apoio ao regime de exceção.

PF quer atuação mais especializada

Enquanto os agentes se mobilizam para mudar a hierarquia da Polícia Federal, os delegados querem alterar as atribuições da instituição. No congresso da categoria, que deve ser realizado no começo do próximo mês, em Vitória (ES), eles vão debater uma proposta para priorizar a atuação contra quadrilhas internacionais e interestaduais e no combate à corrupção e aos crimes financeiros. Se aprovada, a sugestão deve ser enviada ao Ministério da Justiça.

“Não houve um cartel só que praticou a fraude em todas as licitações. São conluios de empresas variadas para cada projeto.”

Marcelo Mendroni, promotor, autor de denúncia contra executivos de 12 empresas por causa de cartel em contratos de trens em São Paulo

*Com Leonardo Fuhrmann

Leia tudo sobre: mosaico políticolula

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas