Petrobras destitui diretor ligado à compra de refinaria nos EUA

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Cerveró era o diretor da área internacional da Petrobras em 2006 quando ocorreu o negócio alvo de investigação

O Conselho de Administração da Petrobras Distribuidora, subsidiária da Petrobras que atua no mercado brasileiro de distribuição de combustíveis, aprovou nesta sexta-feira (21), a destituição do diretor financeiro da companhia, Nestor Cerveró. Segundo comunicado da empresa, o presidente da subsidiária, José Lima de Andrade Neto, acumulará interinamente as atividades dessa diretoria. A Petrobras não divulgou os motivos da destituição.

Blog do Kennedy: É baixa chance de criação da CPI da Petrobras

Cerveró era o diretor da área internacional da Petrobras em 2006, quando ocorreu a compra de uma refinaria em Pasadena, nos Estados Unidos, pela estatal brasileira. A Petrobras comprou 50% da refinaria no Texas por US$ 360 milhões, mas em seguida, amargou uma batalha judicial com o parceiro no projeto, a Astra, e acabou desembolsando um total de US$ 1,2 bilhão.

A presidente Dilma Rousseff, que presidia o Conselho de Administração da estatal quando a compra foi aprovada, disse na quarta-feira, que a aprovação foi baseada em documento "técnica e juridicamente falho".

Leia mais: Câmara impõe nova derrota ao governo e chama Graça Foster

Os partidos de oposição articulam a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito(CPI) para investigar a Petrobras e estão apostando na insatisfação de aliados do governo na Câmara dos Deputados para reunir as 171 assinaturas necessárias para abrir a investigação.

Os problemas com o negócio são investigados desde 2008, mas somente agora, depois de uma reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, a presidente Dilma se posicionou publicamente sobre o caso. A atual presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, deu esclarecimentos ao Congresso no ano passado sobre aquisição. A assessoria de imprensa da Petrobras disse nesta quinta-feira que a empresa não irá comentar sobre a aquisição da refinaria.

Com Reuters

Leia tudo sobre: petrobrasnestor cerverócpioposição

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas