‘Somos de partidos diferentes, mas mantemos a parceria', diz Dilma a Alckmin

Por Natália Peixoto - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Ao lançar a campanha de vacinação contra HPV em São Paulo, presidente também recebeu elogio do governador tucano

Ao lado do governador Geraldo Alckmin, a presidente Dilma Rousseff participou do lançamento da campanha de vacinação contra HPV nesta segunda-feira (10), em São Paulo. O clima era de descontração e troca de elogios entre os dois. 

"Eu e o governador (Geraldo Alckmin, PSDB) somos de partidos diferentes, mas nem por isso deixamos de fazer uma parceria que beneficia a população", falou Dilma a dezenas de meninas reunidas no CEU Butantã, na zona oeste da capital.

Alice Vergueiro/Futura Press
Dilma participa, ao lado de Alckmin, de campanha de vacinação contra HPV em São Paulo

Ela relembrou a importância da semana da mulher, comemorada desde de o dia 8 de março pelo governo, e voltou a falar sobre o estímulo a um maior protagonismo feminino no crescimento do Brasil. "Nós estamos comemorando o fato de que, progressivamente, damos mais importância às nossas mulheres. Se me perguntarem 'é o bastante?', eu diria: não, não é", falou. "Eu tenho certeza que me eleger presidente da República foi um passo importante (na valorização da mulher)."

Alckmin também destacou a importância da mulher e iniciou o seu discurso elogiando Dilma e chamando-a de presidenta, como ela gosta de ser tratada. "Nós temos muito o que comemorar, começando, inclusive, porque temos a primeira mulher presidenta do Brasil." O governador também elogiou as parcerias com o governo federal e lembrou, como médico, que HPV também é um vírus que se manifesta em homens.

Além de Dilma e Alckmin, também discursaram o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e o ministro da Saúde, Arthur Chioro, que sucedeu Alexandre Padilha, pré-candidato do PT ao governo do Estado. Entre os convidados VIPs estavam o líder do governo Arlindo Chinaglia, o senador Eduardo Suplicy e David Uip, secretário estadual de Saúde, cumprimentado por Dilma por ser seu médico. "Eu também sou vacinada", disse.

A presidente falou ao auditório lotado por meninas e professores, e foi ovacionada antes mesmo de subir ao palco. Trocou com as meninas da plateia "tchauzinhos" e coraçõezinhos feitos com as mãos. Ela agradeceu a receptividade quebrando o protocolo de seu discurso, cumprimentando a plateia primeiro, com direito à piscadinha. "Essa alegria de vocês é algo muito forte e encanta a todos nós presentes."

Saúde

A presidente elogiou o acordo do ministério da Saúde com o laboratório produtor da vacina, que viabilizou a produção e o barateamento das doses e ainda incentivou a economia interna. "O SUS é um dos maiores compradores do mundo e o governo pode usar sua capacidade de compra para fortalecer o complexo industrial de saúde", disse. "Isso gera saúde para as meninas e emprego para os adultos."

Haddad aproveitou seu discurso para lembrar o aumento de investimento federal na Saúde Municipal, e a inauguração pela Prefeitura de um novo hospital, com 50 novos leitos. "O valor dos repasses da Saúde feitos pelo governo federal dobrará em 2014, chegando ao valor de R$ 2 mil mensais, graças à adesão da Prefeitura a todos os programas", disse.

Leia tudo sobre: dilma rousseffgeraldo alckminhpv

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas