Licitação para terminal no Porto de Santos provoca atrito entre PT e PSDB

Por Brasil Econômico - Gilberto Nascimento |

compartilhe

Tamanho do texto

Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) tenta parrar edital para terminal de movimentação de grãos na área da Ponta da Praia

Brasil Econômico

A tentativa do prefeito de Santos (SP), Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), de barrar a licitação para o terminal de movimentação de grãos do Porto de Santos na área da Ponta da Praia é tida como parte da batalha entre os tucanos e o governo federal. A gestão portuária quer a mudança, mas pede um prazo de dois anos. Os operadores resistem à troca. Os gestores admitem os problemas causados pelos terminais de produtos a granel, como a sujeira nas ruas. Segundo um estudo interno, o açúcar que cai numa das principais avenidas da região já provocou uma série de acidentes automobilísticos com mortes. Mas argumentam que a prefeitura poderia agir e não faz. A vizinha Guarujá, por exemplo, reduziu o problema com autuações da Secretaria Municipal de Meio Ambiente contra os operadores poluidores.

A Ponta da Praia vive uma grande expansão imobiliária e, com isso, cresce a pressão contra as atividades do porto na região. No entanto, a retirada dos terminais de grãos pode apenas substituir um problema por outro. A destinação do espaço para as operações com contêineres, por exemplo, aumentaria a poluição sonora. A disputa entre a cidade e o porto não interessa a ninguém. Hoje, 70% da economia da cidade é de alguma forma ligada às atividades portuárias. Por outro lado, Santos é o principal porto do País e precisa expandir sua capacidade e eficiência. O Guarujá, onde está localizada uma das margens do porto, também tem uma briga com a Codesp (Companhia Docas do Estado de São Paulo). Quer que a empresa divida a administração entre as duas cidades, para receber parte dos impostos hoje pagos à Prefeitura de Santos.

Ambientalistas também são contra Assis do Couto

Não é só o movimento de mulheres que não gostou do deputado Assis do Couto (PT-PR) para a Presidência da Comissão de Direitos Humanos. Católico, ele é da Frente Contra o Aborto. A maior polêmica do mandato de Couto é com os ambientalistas. Ele é autor do projeto para reabrir a Estrada do Colono, que passa por dentro do Parque do Iguaçu (PR) e está fechada desde 2003. Para os ativistas, a estrada vai aumentar a caça e o desmatamento ilegais. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, já declarou que considera a reabertura da estrada uma “agressão ao parque, um dos mais importantes do planeta e referência do País”.

PTB faz aliança com o Pros para o Senado

O PTB paulista desistiu de tentar a vaga de vice na chapa de Geraldo Alckmin ao governo de São Paulo e fechou acordo com o Pros para lançar uma mulher ao Senado. A candidata deve ser Marlene, esposa do líder petebista na Assembléia Legislativa, Campos Machado. O partido deve fechar o apoio o tucano e manter a candidatura ao Senado em aliança com o Pros. Os dois partidos terão um minuto de propaganda na televisão.

Samba para Jango

O bloco de carnaval Inimigos do Império, do Rio, vai homenagear neste ano o ex-presidente João Goulart, deposto pelo golpe militar de 1964. O grupo sai pelas ruas do Leblon na segunda-feira, a partir de 14 horas. O desfile terá a participação de João Vicente Goulart, filho de Jango.

Entregue helicóptero para a Copa

A Helibras entregou neste mês um dos helicópteros EC725 que serão usados pelo Exército durante a Copa do Mundo. A aeronave está equipada na configuração de 17 assentos-conforto e possui blindagem nas portas e nos assentos do piloto e do copiloto. O novo equipamento também marca a terceira fase da transferência de tecnologia da Airbus Helicopters (nome atual da Eurocopter) para o Brasil. Ao longo de 2014, a previsão de entrega é de 13 aeronaves para as Forças Armadas.

“A Suécia ofereceu o empréstimo dessas aeronaves, que deverão chegar em 2016. Serão entre 10 a 12 aeronaves para suprir essa demanda de defesa aérea do País.”

Juniti Saito, comandante da Aeronáutica, sobre os caças Gripen de geração anterior emprestados ao Brasil

*Com Leonardo Fuhrmann

Leia tudo sobre: mosaico político

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas