Mesmo com queda na avaliação do governo e pessoal, presidente segue com grande vantagem na disputa eleitoral, segundo pesquisa da Confederação Nacional do Transporte.

A presidente Dilma Rousseff manteve a liderança na corrida presidencial de 2014 e seria reeleita ainda no primeiro turno, indicou a pesquisa do instituto MDA encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) e divulgada nesta terça-feira (18).

Pesquisa anterior: Dilma venceria eleições no primeiro turno com ou sem Marina, diz CNT

Aprovação de Dilma caiu, mas presidente aumentou sua vantagem na corrida eleitoral, segundo pesquisa
Reuters
Aprovação de Dilma caiu, mas presidente aumentou sua vantagem na corrida eleitoral, segundo pesquisa

Segundo a pesquisa a presidente tem 43,7% das intenções de voto, contra 17% do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e 9,9% do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). No fim do ano passado, a pesquisa apontava para Dilma com 43,5%, Aécio com 19,3% e Campos com 9,5%.

Essa foi a segunda pesquisa realizada pelo instituto desde que Campos anunciou aliança com Marina Silva, que se filiou ao PSB após ter o registro de seu partido, o Rede Sustentabilidade, negado pela Justiça Eleitoral.

No cenário em que Marina aparece como candidata do PSB, Dilma tem 40,7% das intenções de voto, contra 20,6% de Marina e 15,1% de Aécio. Nos dois cenários, Dilma ganharia ainda no primeiro turno.

A pesquisa da CNT também mostra que Dilma tem 21,3% da intenção espontânea de voto. Em seguida, aparecem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (5,6%), o senador Aécio Neves (5,6%), Marina Silva (3,5%) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (1,6%). Na pesquisa espontânea, não são apresentados nomes de possíveis candidatos.

Avaliação do governo

A pesquisa realizada pelo instituto MDA encomendada pela CNT também mostra que a avaliação do governo Dilma caiu em neste ano. A avaliação positiva do governo passou para 36,4 %, ante 39% em novembro de 2013. A avaliação negativa passou para 24,8%, ante 22,7%.

O desempenho pessoal da presidente foi avaliado como positivo por 55% dos entrevistados. O dado mostra queda em comparação à última pesquisa quando o percentual foi de 58,8%. O índice de desaprovação do desempenho pessoal de Dilma é 41%.

Foram entrevistadas 2.002 pessoas entre os dias 9 e 14 de fevereiro, em 137 municípios de 24 unidades da Federação. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.