Governo pode ceder em datacenter para aprovar Marco Civil

Por Nivaldo Souza |

compartilhe

Tamanho do texto

Sem apoio do PMDB, Planalto confia na oposição para conseguir manter neutralidade da rede

O governo não pretende recuar de colocar o Marco Civil da Internet em votação na Câmara, o que pode ocorrer nesta semana, mas sinaliza que vê cenário difícil para manter na lei da rede brasileira o artigo que obriga provedores e empresas de tecnologia a manterem datacenters instalados no Brasil. "O governo tem preocupação com os datacenters, o que é importante para o país", disse o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça).

Leia mais: Marco Civil da Internet será primeiro embate do ano entre governo e PMDB

Alan Sampaio / iG Brasília
O ministro da Justiça Eduardo Cardozo e o o deputado Alessandro Molon (PT-RJ), ao fundo


Os líderes da base governista se reuniram com o ministro nesta terça-feira (11) para, segundo o relator da lei Alexandro Molon (PT-RJ), medir a temperatura do ambiente de votação. O deputado, sinalizou divisão em relação aos datacenters em parte da base, especialmente o PP e o PMDB. "Não temos certeza sobre os datacenters (ficarem no texto), precisamos avaliar", disse.

Poder Online: Presidente da Câmara reclama da pauta trancada

A maioria da oposição também se opõe à instalação dos equipamentos de controle de tráfego na rede em território brasileiro e o governo pode ceder. A oposição, contudo, será fiel da balança para o Planalto manter outro quesito importante do Marco Civil, a neutralidade da rede. "Existe simpatia dos principais pontos desse projeto pela oposição", afirmou Cardozo.

O apoio de DEM e PSDB pode ser especial para as baixas que o governo espera nos votos dos aliados PSD e PMDB, contrários ao princípio de neutralidade que não permite que as empresas diferencie o tipo de conteúdo que passa pela rede. "A neutralidade recebe críticas do líder do PMDB (Eduardo Cunha), o que é legítimo. Mas a tendência da Casa é de aprovação do texto (do Marco Civil).

Leia tudo sobre: marco civilmarco civil da itnernet

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas