Ministra Helena Chagas entrega cargo a Dilma

Por iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Ministra encaminhou documento formalizando sua saída da Secretaria de Comunicação Social, que será ocupada pelo atual porta-voz da Presidência, Thomas Traumann

A ministra Helena Chagas entregou carta de demissão à presidente Dilma Rousseff, que indicou como substituto da jornalista na Secretaria de Comunicação Social da Presidência o atual porta-voz da Presidência da República, Thomas Traumann.

Reforma ministerial: Dilma anuncia troca de três ministros: Casa Civil, Saúde e Educação

Agência Brasil
Helena Chagas deixa o cargo que será ocupado por Thomas Traumann

A mudança já vinha sendo estudada há algumas semanas e ainda não havia sido oficialmente anunciada pelo governo. A expectativa é de que a troca seja formalizada com a posse de Traumann na próxima segunda-feira (03), mesma data em que assumem novos titulares da Saúde, Educação e Casa Civil.

Poder Online: 
Pressão do PT contribuiu para saída de Helena Chagas do governo

Na carta, Helena Chagas agradeceu a oportunidade de integrar o ministério e disse acreditar ter contribuído para a imagem positiva do governo nos anos em que esteve no cargo.

“Conforme entendimento anteriormente mantidos, formalizo a V. Exa. (presidente Dilma) meu afastamento do cargo de ministra de Estado-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República”, diz Helena carta. “Foi um período de significativas realizações do seu governo, cuja divulgação se deu com todo o entusiasmo e engajamento desta secretaria”, afirma. No texto, Helena também disse ter trabalhado para “preservar e aprimorar” o critério de mídia técnica na política de publicidade do governo federal.

Traumann, que atualmente é porta-voz da Presidência da República, comandou recentemente iniciativas como a criação do Gabinete Digital, que passou a reunir as estruturas de comunicação online e mídias sociais do governo.

Jornalista e com 46 anos, ele também comandou a comunicação do ex-ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, até sua saída do governo, em 2011. Traumann também trabalhou com Dilma durante o governo de Olívio Dutra, no Rio Grande do Sul, e foi presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

A troca de comando da Comunicação Social é a quarta mudança feita por Dilma na Esplanada, desde o início da reforma ministerial. A presidente confirmou nesta semana a indicação de Aloizio Mercadante, na Casa Civil; Arthur Chioro, na Saúde; e José Henrique Paim, na Educação. As trocas no governo devem prosseguir ao longo das próximas semanas e deve ser concluída até meados de fevereiro, de acordo com as previsões traçadas pelo Planalto.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas