Segundo a assessoria do deputado, ele está em Brasília e aguarda apenas ser notificado da prisão para se apresentar

Agência Brasil

Condenado a seis anos e quatro meses de prisão no regime semiaberto, pelos crimes de corrupção e peculado, o deputado e ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha (PT-SP) deve se entregar no início da tarde desta terça-feira (7) à Polícia Federal, em Brasília.

Conheça a nova home do Último Segundo

Barbosa determina prisão do deputado João Paulo Cunha

Condenado no mensalão, João Paulo Cunha deve se entregar após decisão de Barbosa
Agência Câmara
Condenado no mensalão, João Paulo Cunha deve se entregar após decisão de Barbosa

Segundo a assessoria do parlamentar, ele já está na capital federal aguardando apenas ser notificado da prisão. Ontem, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, negou os recursos apresentados pelos advogados de defesa de Cunha , e encerrou Ação Penal 470, o processo do mensalão, para João Paulo.

A decisão vale para as penas de corrupção e peculato, que somam seis anos e quatro meses e para as quais não cabe mais recurso. Para determinar a execução das penas, Barbosa considerou protelatórios os recursos referentes às penas de corrupção passiva e peculato. Pelo crime de lavagem de dinheiro, Cunha recebeu pena de três anos de prisão, mas ainda pode protocolar recurso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.