Aécio diz que PSDB é o único partido que entendeu ‘recado das ruas’

Por Luciana Lima - iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em discurso de candidato, presidenciável tucano criticou Dilma e o PT ao apresentar as diretrizes de campanha

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) discursou como candidato nesta terça-feira (17) ao apresentar as propostas que devem pautar a campanha eleitoral no ano que vem e disse que o PSDB entendeu o recado que a população deu nas ruas, referindo-se às manifestações de junho. “O PSDB é o único partido capaz de encarnar essas mudanças”, afirmou o presidenciável tucano, que vislumbra a possibilidade de virar o jogo na eleição.

Conheça a nova home do Último Segundo

Serra diz no Facebook que Aécio deve ser o candidato do PSDB à Presidência

Poder Online:

Aécio terá de redobrar esforços em São Paulo

Articulador de Campos reforça plateia de Aécio

Reprodução/Twitter PSDB
Aécio Neves discursa como candidato em evento do PSDB

Para Aécio, houve uma grande mudança em 2013, o grande recado é que a população brasileira não se sente mais representada pelos políticos que hoje estão no poder. Segundo ele, as ruas diziam “sim, nós temos direitos e queremos fazer valer esses direitos”. Com seu discurso, o tucano pretende mobilizar os diretórios municipais e estaduais do partido em torno de sua candidatura. Com a saída do ex-governador José Serra do páreo, anunciada ontem pelo Facebook, o tucano deve ser o adversário de Dilma Rousseff em 2014.

Aécio também não poupou críticas à presidente e deu alfinetada no PT dizendo que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso é o maior estadista vivo do País. “Querer falar de economia é até covardia”, disse ressaltando que a estabilidade da moeda foi obtida com o Plano Real durante o governo FHC.

E continuou a defender a gestão do ex-presidente: “O governo tucano foi capaz de implantar a Lei de Responsabilidade Fiscal; e o governo petista, em contraponto, criou a contabilidade criativa”. Sobre o PT, disse ainda que não se pode “permitir que continue a apropriação do Estado brasileiro por um grupo partidário que dele quer ser dono”.

O tucano também mudou o seu discurso sobre o Bolsa Família, afirmou que aplaude o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por ter unificado os programas, mas que para o PSDB, o benefício é só o começo.

Único aliado citado no discurso de Aécio foi o deputado Paulinho da Força (SDD), que chegou ao evento ao lado do tucano.

Com o objetivo de causar impacto, a reunião do diretório nacional foi ampliada para se tornar uma grande atividade da candidatura. Os tucanos também decidiram convidar todos os presidentes de diretórios estaduais e municipais para participar do evento. Com isso, Aécio discursou para um público de cerca de 400 pessoas.

Leia tudo sobre: aécio nevespsdbjosé serraeleições 2014

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas