Presidente participou de uma missa, durante o velório do corpo, no Palácio Olímpio Campos

Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff declarou luto oficial pelo período de três dias, em sinal de pesar pela morte do governador de Sergipe, Marcelo Déda. O decreto foi publicado na edição doDiário Oficial da União desta terça-feira (3).

Conheça a nova home do Último Segundo

Acompanhada de ministros, Dilma vai a velório de Marcelo Déda: 'Um grande amigo'

Dilma viajou ontem para Aracaju e participou, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, amigos próximos e parentes de Déda, de uma missa, durante o velório do corpo, no Palácio Olímpio Campos. A presidenta disse no local que o político será lembrado pelo exemplo que deixou ao enfrentar a vida com “espírito lutador, guerreiro, humanista e amigo”.

Mais:  Tido como poeta por Dilma, Marcelo Déda buscava fortalecer o PT no Nordeste

O velório em Aracaju ficará aberto ao público até as 12h de hoje. Às 13h, será realizada uma solenidade restrita à família do governador e, depois, o corpo será transportado para Salvador, onde será cremado.

Vítima de um câncer gastrointestinal, o governador lutava contra a doença há cinco anos. Ele estava internado desde o dia 27 de maio no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e faleceu por volta das 4h45 de ontem. Casado duas vezes, o governador deixa cinco filhos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.