Procurador-geral dá parecer favorável a prisão domiciliar de Genoino

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Parecer de Janot dá mais 90 dias ao deputado licenciado. Agora caberá a Barbosa decidir se mantém a prisão

Agência Brasil

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou hoje (2) ao Supremo Tribunal Federal (STF) parecer a favor da prisão domiciliar para o deputado federal e ex-presidente do PT José Genoino por 90 dias.

Conheça a nova home do Último Segundo

'Meu pai não vai durar na prisão', diz filha de Genoino

Procurador-geral pede prisão imediata do ex-deputado Bispo Rodrigues

Agência Câmara
Genoino aguarda decisão de Barbosa sobre prisão domiciliar

Com o parecer, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, vai decidir se mantém a prisão domiciliar de Genoino ou determina a volta do deputado para a Penitenciária da Papuda, no Distrito Federal.

A pedido de Barbosa, um laudo feito por uma junta médica do Hospital Universitário de Brasília, formada para avaliar o estado de saúde de Genoino, concluiu que ele é portador de cardiopatia “que não se caracteriza como grave”.

Por pena menor: Presos buscam trabalho até em biblioteca na Papuda

No laudo de oito páginas enviado ao STF, a junta médica descreve os problemas de saúde de Genoino e diz que não é necessário tratamento domiciliar. Os médicos dizem que ele deve receber acompanhamento médico periódico. De acordo com o laudo, o ex-presidente do PT está com “condição patológica tratada e resolvida."

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas