Genoino passará por perícia médica no sábado

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente do STF determinou um exame oficial com junta médica para definir estado de saúde de petista e se ele precisa de prisão domiciliar para continuar tratamento

Agência Brasil

O estado de saúde do deputado federal José Genoino (PT-SP) será avaliado amanhã (23), às 14h, pela junta de cinco médicos formada do Hospital Universitário de Brasília (HUB). O presidente do STF, Joaquim Barbosa, determinou ontem (21) que Genoino seja submetido a uma perícia médica e concedeu prisão domiciliar provisória para que o parlamentar possa ser tratado.

Conheça a nova home do Último Segundo 

Leia tudo sobre o julgamento do mensalão 

A perícia será feita no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (IC-DF), no Hospital das Forças Armadas (HFA), onde Genoino deu entrada após passar mal na Penitenciária da Papuda na quinta-feira (21).

Leia mais:

Médicos descartam infarto de Genoino

Fotos de Genoino em suposta avaliação médica vazam na internet

Barbosa autoriza prisão domiciliar ou hospitalar de Genoino até perícia médica

Foram indicados os seguintes médicos para fazer a perícia. Luiz Fernando Junqueira Júnior (professor de cardiologia da Universidade de Brasília e presidente da junta); Cantídio Lima Vieira (cardiologista e especialista em perícia médica); Fernando Antibas Atik (especialista em cirurgia cardiovascular ); Alexandre Visconti Brick (professor de cirurgia cardiovascular) e Hilda Maria Benevides da Silva de Arruda (médica cardiologista do HUB).

Nesta tarde, o senador José Sarney (PMDB- AP) visitou o deputado, internado desde ontem no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (IC-DF). “Quando eu estava doente no Instituto do Coração (InCor), em São Paulo, por duas vezes ele [Genoino] me visitou, de modo que vim aqui para retribuir e, ao mesmo tempo, cumprir o meu dever de amigo”, disse o ex-presidente do Senado.

Perguntado sobre o estado do deputado, Sarney disse que a seu ver Genoino está bem “mas ainda muito abatido”. O senador negou que tenha conversado sobre qualquer assunto referente às consequências da condenação do parlamentar, inclusive o cumprimento da pena em prisão domiciliar. Sarney destacou que assuntos como esses não teriam cabimento uma vez que o deputado “está doente, na UTI”.

A assessoria do IC-DF informou que não há previsão, a princípio, de divulgação de um novo boletim médico sobre a saúde do deputado nesta sexta-feira.

Leia tudo sobre: julgamento do mensalãomensalãogenoino

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas