Dilma afirma estar preocupada com a saúde de Genoino

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente destacou que não pode analisar decisões do STF, embora não signifique que não tenha suas convicções

Roberto Stuckert Filho/PR
Presidente participou da abertura do Congresso da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, em Campinas

A presidente Dilma Rousseff disse nesta quata-feira (20), em entrevista para rádio de Campinas (SP), manifestar uma “preocupação humanitária” em relação a saúde do deputado federal licenciado José Genoino (PT-SP), um dos condenados do mensalão.

Genoino, submetido recentemente a uma cirurgia cardíaca, se entregou na sexta-feira à Polícia Federal em São Paulo para começar a cumprir parte da pena e foi transferido para Brasília no fim de semana.

Conheça a nova home do Último Segundo

Dilma disse que como chefe do Executivo Federal não se permite análisar as decisões do STF embora “isso não signifique que não tenha suas convicções”.

Ouça a entrevista:

“Eu não faço observações, críticas ou análises a respeito de sentenças da Suprema Corte do meu País. Isso não me impede de fazer considerações sobre aspectos humanitários. Em manifestei de fato uma grande preocupação humanitária em relação à saúde do deputado federal José Genoino”, disse Dilma em entrevista para as rádios Central AM e Rede do Bem 105 FM, da cidade de Campinas.

Leia também: 

Laudo do IML aponta que Genoino tem ‘doença grave aguda’

Dirceu, Genoino e Delúbio contam com solidariedade de presos

Grupo divulga manifesto contra violação de direitos em prisões do mensalão

A presidente destacou que a manifestação de preocupação com a saúde de Genoino é de caráter estritamente pessoal. “Sei que ele teve uma doença extremamente grave do coração, e sei que ele toma anticoagulante, e ao mesmo tempo é importante que eu diga que tenho uma relação pessoal com a família do Genoino, eu estive encarcerada com a mulher do Genoíno, que se chama Rioko, durante o período da ditadura militar”, disse.

Laudo do IML (Instituto Médico Legal) sobre o estado de saúde do ex-presidente do PT José Genoino aponta que ele tem “doença grave aguda”. De acordo com seus advogados, ele teria tido uma crise de pressão alta no sábado (16), quando foi levado para Brasília. E, na madrugada de domingo, o petista teria sido atendido por um médico particular dentro do presídio.

A defesa de Genoino entrou com um pedido no STF para que ele cumpra sua pena em prisão domiciliar alegando problemas de saúde, que o levaram a pedir licença da Câmara dos Deputados. Genoino foi condenado a 6 anos e 11 meses de prisão pelos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha.

(Com informações da Reuters)


Leia tudo sobre: dilmamensalãogenoinojulgamentodomensalão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas