Subprefeito de São Paulo citado em investigação será exonerado do cargo

Por Ricardo Galhardo - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Exoneração de Antonino Grasso (PV), subprefeito interino de Pinheiros, sairá no Diário Oficial de quarta-feira. Ele nega a denúncia feita à Controladoria-Geral do Município

Antonino Grasso (PV), subprefeito interino de Pinheiros citado em investigação sobre fraudes na Prefeitura de São Paulo, será exonerado do cargo. A exoneração será publicada na edição de quarta-feira (20), do Diário Oficial. Grasso, que ocupou a Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida na gestão do então prefeito Gilberto Kassab, nega a denúncia feita à Controladoria-Geral do Município.

Conheça a nova home do Último Segundo

De volta à Câmara: Ex-secretário de Haddad pede licença de 13 dias

Depoimento de uma testemunha divulgado nesta terça-feira pelo jornal O Estado de S.Paulo revela que Grasso teria solicitado favores ao grupo investigado na arrecadação do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e teria dado dinheiro a um desses auditores. Em resposta, Grasso diz que mantinha apenas "relação institucional" com os auditores fiscais acusados de desvios para a liberação de empreendimentos em São Paulo.

Fraude: Fiscal suspeito diz que pagava R$ 20 mil por mês a Donato

Mais: Prefeitura de São Paulo abre sindicância para apurar conduta de Donato

Ele, porém, admitiu que sabia da existência de uma investigação sobre a cúpula da Secretaria Municipal de Finanças da gestão de Kassab. "Era público e notório na Prefeitura que existia uma investigação", declarou. "Eu não tenho nada com isso." Grasso faz parte do grupo político do PV encabeçado pelo deputado federal José Luiz França Penna. 

Com Agência Estado


compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas