Joaquim Barbosa encaminha pedido de prisão domiciliar de Genoino

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Defesa alega que suas condições de saúde são precárias e diz que a vida do deputado está nas mãos do presidente do Supremo

Agência Estado

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, encaminhou nesta segunda-feira (18) à Procuradoria Geral da República (PGR) uma petição em que a defesa do ex-presidente do PT José Genoino pede o cumprimento de prisão domiciliar por parte do condenado. Agora, cabe ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentar seu parecer sobre o pedido dos advogados, mas não há prazo para que isso seja feito.

Conheça a nova home do Último Segundo

Leia mais: Juiz decide mandar Dirceu, Genoino e Delúbio para o regime semiaberto

Genoino pede ao STF para cumprir pena em casa

Veja a pena e o regime de prisão dos 12 condenados no mensalão

Futura Press
O ex presidente do PT José Genoino se entrega na sede da Polícia Federal


Genoino foi condenado a 6 anos e 11 meses de prisão em regime semiaberto no processo do mensalão. Desde o último sábado (16), ele está detido no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, com outros condenados no processo. Em entrevista à Rádio Estadão, o advogado do deputado, Luiz Fernando Pacheco, afirmou que "a vida de Genoino está nas mãos de Joaquim Barbosa".

Os advogados alegam que as condições de saúde de Genoino são precárias e que recebeu atendimento médico, depois de ser preso e transferido para Brasília. No entanto, o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) informou em nota que a consulta ao ex-presidente do PT em razão da ausência de receitas médicas para alguns medicamentos de uso contínuo. "Não houve intercorrência médica até o momento", diz a nota do Depen.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas