Em carta, petistas presos pedem 'respeito à lei' e não aceitam 'humilhação'

Por Wilson Lima - iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Texto assinado por Dirceu, Genoino e Delúbio foi mostrado à imprensa por um dos advogados de defesa

Um dos advogados que defendem o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, Luiz Egami, divulgou nesta terça-feira (19), em frente à Penitenciária da Papuda, carta assinada pelo seu cliente, além do ex-ministro José Dirceu e do ex-presidente do partido e deputado licenciado José Genoino. No texto, um agradecimento à militância que faz vigília na porta do presídio, os petistas pedem "respeito à lei" e dizem "não aceitar humilhação".

Conheça a nova home do Último Segundo

Papuda: Dirceu, Genoino e Delúbio contam com solidariedade de presos

Veja a pena e o regime de prisão dos 12 condenados no mensalão

Mais sete condenados aguardam ordem de prisão de Barbosa

Leia a íntegra da carta:

"Companheiros e companheiras,

A ação de vocês nos sustenta muito, nos alimenta e a solidariedade política - valor essencial da esquerda.

O nosso agradecimento é a luta. Queremos o respeito a lei. Não aceitamos a humilhação, preferimos o risco e a dignidade da luta. 

Com gratidão e muitos abraços e beijos,

Genoino

Zé Dirceu

Delúbio Soares

BSB, 19.11.13

Alan Sampaio / iG Brasília
Dirceu, Genoino e Delúbio divulgam carta em que dizem não aceitar 'humilhação'


Alan Sampaio / iG Brasília
Verso da carta assinada pelos petistas e divulgada por advogado


Leia tudo sobre: mensalãojulgamento do mensalão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas