Protesto ocorreu em frente ao Supremo, em Brasília; grades de proteção em frente ao prédio foram quebradas

Agência Estado

Uma manifestação em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta sexta-feira (15), quando a Corte determinou a prisão de 12 condenados no processo do mensalão , terminou com a detenção de 49 pessoas, sendo 15 menores.

Conheça a nova home do Último Segundo

Eles foram conduzidos a duas delegacias de Brasília. A manifestação pedia penas mais altas para os condenados e a desmilitarização da polícia.

De chácara: Lula telefona a Dirceu e Genoino e diz 'estamos juntos'

Após expedição: Dirceu, Genoino e outros réus do mensalão se entregam à PF

Dirceu em 'carta ao povo': Sou inocente e fui condenado sem provas

Segundo policiais que participaram da operação, os integrantes do protesto quebraram grades de proteção em frente ao STF. Contidos pela Polícia Militar, foram para o outro lado da Praça dos Três Poderes e também quebraram alambrados em frente ao Palácio do Planalto.

A PM conteve o protesto e conduziu todos a delegacias. Alguns manifestantes estavam mascarados e na revista foram encontrados coquetéis molotov, canivetes e maconha.

Presidente do PT: Prisões do mensalão 'ferem o princípio da ampla defesa'

Aplaudido por militantes: "Considero-me preso político", diz Genoino

Valério: Operador do mensalão se entrega na sede da PF em Minas Gerais

Dez dos integrantes do protesto que estavam na 5ª Delegacia da Polícia Civil do DF foram liberados ontem à noite.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.