Defesa pede prisão domiciliar para Genoino

Por Ricardo Galhardo - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Advogados alegam motivos de saúde para manter em casa o ex-presidente do PT, condenado a 4 anos e 8 meses em regime semi aberto

Reprodução
O ex-presidente do PT José Genoino

A defesa do ex-presidente do PT José Genoino entrou compedido para transformar a prisão em regime semi aberto em prisão domiciliar. Cardíaco, o petista passou por uma cirurgia delicada no hospital Sírio Libanês para correção de dissecção da aorta, no final de junho. No procedimento em que ele só tinha 10% de chances de sobreviver, foi preciso trocar 80% do seu sangue.

Conheça a nova home do Último Segundo

Veja como ficou a situação dos 25 condenados do mensalão após decisão do STF

Recluso em casa, Genoino aguarda em clima tenso a ordem de prisão em SP

O pedido de prisão domiciliar de Genoino é atestado pelos médicos Roberto Calil Filho e Abid Jatene, que além de serem dois especialistas renomados, carregam um significado político, já que Jatene foi ministro da Saúde do tucano Fernando Henrique Cardoso, e Calil é médico de políticos de diversos partidos.

Deputado federal suplente, ele pediu aposentadoria da Câmara por invalidez após o incidente.

Genoino foi condenado a 6 anos e 11 meses e multa de R$ 468 mil por corrupção ativa e formação de quadrilha, mas teve embargos infringentes aceitos em relação ao o crime de quadrilha, o que diminuiu sua a pena para 4 anos e 8 meses.


Leia tudo sobre: julgamento do mensalãomensalãoptjosé genoino

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas