No diretório de Guaianazes, um dos maiores de SP, total de votos foi menos da metade que os das eleições de 2009

Números extraoficiais aos quais o iG teve acesso indicam um alto nível de abstenção do Processo de Eleições Diretas (PED) do PT. Segundo dados divulgados por correntes que disputam o PED, em Belo Horizonte (MG) apenas 3.200 dos nove mil filiados aptos a votar foram às urnas. O número é inferior ao PED de 2009 quando 4.200 petistas votaram na capital de Minas Gerais.

Conheça a nova home do Último Segundo

Em Campo Grande, dos 3.900 inscritos, 1.590 votaram. Em Dourados, também no Mato Grosso do Sul, foram às urnas cerca de 700 dos 1.097 aptos a votar.

Na região da Grande São Paulo também houve redução no número de participantes em relação a 2009. Em Osasco, berço do candidato favorito à presidência do diretório estadual, Enidio de Souza, compareceram cerca de 1.400 filiados. No PED anterior foram dois mil.

Leia também:
Lula diz que população entendeu mal aumento do IPTU anunciado por Haddad
Dilma vota em Brasília nas eleições internas do PT
'O Brasil sabe que sou inocente', diz José Dirceu após eleição interna do PT

No diretório zonal de Guaianazes, um dos maiores da capital paulista, aproximadamente 1200 compareceram neste domingo (10). Em 2009 foram 2.800.

Os números preliminares também apontam uma queda de 30% no zonal do bairro dos Pimentas em Guarulhos (SP). Na sexta-feira (8) a presidente Dilma esteve no local para anunciar o investimento de R$769 milhões em mobilidade urbana para Guarulhos e Osasco, o que gerou uma expectativa que houvesse grande comparecimento no local que é um dos principais redutos petistas na grande São Paulo.

Listas de votação
Candidatos das correntes minoritárias também disseram ter recebido muitas reclamações de militantes que deviam estar aptos a votar, mas seus nomes nãos listas de votação. A direção do PT evita fazer um prognóstico sobre o quórum do PED deste ano enquanto não chegarem mais dados.

A apuração está sendo feita nos municípios que repassam os números para os diretórios estaduais, que, por sua vez, informam os resultados ao diretório nacional onde está sendo feito a totalização. A expectativa é que um primeiro boletim parcial seja publicado a partir das 21 horas. O resultado final deve sair na segunda-feira.

A assessoria de imprensa do PT confirma que houve problema em relação aos filiados cujos nomes não estavam na lista de votação. Segundo o partido, a falha foi de diretórios municipais que não seguiram as orientações da direção nacional e deixaram para conferir as listas só no dia da votação. No total, mais de 800 mil militantes do PT estavam aptos a votar no PED deste domingo. Na eleição serão escolhidos 100 mil dirigentes nas esferas municipal, estadual e nacional que vão decidir os rumos do partido nos próximos quatro anos.

Boletim parcial

Às 22h30 deste domingo, o PT divulgou os primeiros números parciais. De um total de 21.406 votos válidos equivalentes a 2,6% dos mais de 800 mil petistas aptos a votar, Rui Falcão liderava com 70,08%, seguido de Paulo Teixeira com 19,06%, Valter Pomar com 8.16%, Renato Simões com 1,49%, Markus Sokol, com 0,79% e Serge Goulart com 0,43%. Cerca de 800 mil petistas estavam aptos a votar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.