PP e PROS anunciam bloco e viram a terceira maior força na Câmara

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

União teve o aval do Palácio do Planalto e fortalece a base de apoio de Dilma. Bloco só perde para o PT e o PMDB

Agência Estado

Com a bênção do Palácio do Planalto, o PP e o PROS sacramentam a formação de um bloco parlamentar que faz da aliança a terceira maior força na Câmara, com 57 deputados. O bloco só fica atrás do PT e do PMDB, com 88 e 76 parlamentares, respectivamente, o que fortalece a base de apoio do governo Dilma Rousseff.

Senado aprova projeto de lei que inibe a criação de partidos

Leia mais: Troca-troca partidário atinge 10% do Congresso

Conheça a nova home do Último Segundo

Leia mais: TSE nega pedido para anular registro do Solidariedade

Já o PSDB passará a ser a quarta bancada da Câmara, com 48 representantes. O anúncio da união é acompanhado pela ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e pelo líder do governo Arlindo Chinaglia (PT-SP), além do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Também participam o governador do Ceará, Cid Gomes, que se filiou ao PROS depois de deixar o PSB, do governador de Pernambuco Eduardo Campos.

A articulação para a consolidação do bloco ocorreu ao longo das últimas semanas e os pontos finais foram acertados ontem, em reunião entre os presidentes dos dois partidos, Eurípedes Júnior (PROS) e o senador Ciro Nogueira (PP-PI), além dos líderes Givaldo Carimbão (PROS-AL) e Eduardo da Fonte (PP-PE).

Leia tudo sobre: dilma rousseffbase aliadappprosptpmdb

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas