Grupo da reforma política aprova fim do voto obrigatório nas eleições

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Deputados devem terminar o trabalho no fim do mês e Congresso só deve votar mudanças no próximo ano

Agência Brasil

O grupo de deputados que tenta chegar a um consenso em torno de uma proposta de reforma política aprovou nesta quinta-feira (24) a inclusão do voto facultativo no texto que deve ser enviado ao plenário no início de novembro. Os parlamentares resolveram também estabelecer um teto para o financiamento de campanha, independentemente da origem do dinheiro. Pelo acordo, o teto será definido a cada campanha eleitoral.

Conheça a nova home do Último Segundo

Poder Online: 'Não me parece razoável manter a obrigação do eleitor'

Leia mais: Comissão aprova lei orçamentária de 2014

Desde agosto, o grupo de trabalho tenta entrar em consenso sobre pontos como o financiamento de campanhas eleitorais e o sistema de eleições proporcionais. Na última reunião, os parlamentares conseguiram driblar divergências em torno de um dos pontos geradores de impasse.

Defendendo a necessidade de maior aproximação com o eleitor e de redução de custos de campanhas, o grupo aprovou a inclusão do sistema distrital proporcional de eleição. A proposta é que os Estados sejam divididos em distritos e os deputados sejam eleitos de acordo com a proporção do número de votos nestes limites.

A expectativa é que os deputados apresentem, na próxima semana, a versão final do texto que será analisado no plenário da Câmara. O coordenador do grupo de trabalho, Cândido Vaccarezza (PT-SP), lembrou que a última reunião do colegiado será no próximo dia 31. Segundo ele, a expectativa é que, neste encontro, a discussão seja concluída e a proposta final de emenda à Constituição (PEC) seja encaminhada para que o debate em plenário comece em novembro.

Mesmo que o grupo de deputados que estão desde agosto debruçados sobre a proposta conclua a tarefa até o fim do mês, o Congresso Nacional só deve decidir sobre as mudanças no próximo ano.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas