'A fila anda', diz governador tucano ao falar da candidatura de Serra

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Marconi Perillo, de Goiás, diz que, para maioria dos líderes do PSDB, agora é a vez de Aécio Neves

Agência Estado

Os tucanos Marconi Perillo, governador de Goiás, e Antonio Anastasia, governador de Minas Gerais, reiteraram nesta quinta-feira (24) o entendimento de que o candidato dos tucanos ao Planalto em 2014 será o senador mineiro Aécio Neves, apesar da recente reaparição do ex-governador José Serra no cenário político. Ao falarem sobre o assunto, Perillo repetiu um lema de Mário Covas, de que "a fila anda", e Anastasia avaliou que a participação política de Serra não é prejudicial para a candidatura de Aécio.

Conheça a nova home do Último Segundo

Poder Online:

Serra e Aécio travam disputa silenciosa no interior de São Paulo

José Serra agora só anda de bom humor

Nos bastidores, Serra mantém articulação intensa por candidatura presidencial

"O governador Covas dizia que 'a fila anda'. O entendimento da maioria dos líderes do PSDB é de que a vez agora é do governador Aécio", respondeu Perillo, questionado se Serra seria uma alternativa do partido às eleições presidenciais de 2014, ao deixar evento organizado pela The Economist, em São Paulo. Perillo disse ter ficado feliz com a decisão de Serra continuar filiado e militando no PSDB, mas apontou que a tendência é clara em relação à candidatura de Aécio.

"Mas claro que todos nós reconhecemos o valor e o papel desempenhado pelo governador Serra ao longo dos anos, é legítimo da parte dele postular uma eventual indicação como pré-candidato à Presidência", disse o governador goiano, destacando, contudo, que Serra já teve duas oportunidades de concorrer ao Planalto e já foi governador paulista e prefeito de São Paulo.

Anastasia, que chegou pouco depois do final da apresentação de Perillo ao mesmo evento, reforçou o coro. "Há um sentimento no partido notório da maioria a favor do senador Aécio, mas o governador Serra tem também suas pretensões e ele mesmo disse que também quer se candidatar, não definiu cargo", comentou o mineiro, que já nas últimas eleições presidenciais fez parte do grupo que defendia a candidatura de Aécio. Apesar de afirmar que a definição do candidato "ainda não aconteceu", Anastasia cravou: "Em 2014 é a vez da candidatura Aécio Neves".

Para Anastasia, as viagens de Serra e visitas em agendas semelhantes às de Aécio não prejudicam a candidatura do senador mineiro. "O ex-governador José Serra é um quadro fundamental do PSDB, é um patrimônio do partido. Ele tem vida política, tem todo direito a fazer suas visitas, isso é bom para nós, nós precisamos da atuação firme", disse Anastasia, que apontou que o patrimônio eleitoral de Serra é "muito grande" e avaliou que quanto mais lideranças importantes reforçando a candidatura do PSDB, o partido terá "uma soma e não uma diminuição".

Leia tudo sobre: marconi perillopsdbantonio anastasia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas