Barbosa sobre disputa à Presidência: Ao deixar o STF, terei tempo para refletir

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente do Supremo, que ganhou maior projeção durante o julgamento do mensalão, não descarta candidatura política no futuro

Reuters

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, admitiu nesta segunda-feira a possibilidade de lançar uma candidatura política no futuro, após deixar a Corte. "Não tenho no momento nenhuma intenção de me lançar candidato à Presidência da República. Pode ser que no futuro", disse Barbosa a jornalistas em evento na PUC-RJ.

"Sempre tive carreira técnica. Agora, no dia que deixar o Supremo, como entrei muito jovem, ainda terei muito tempo para refletir sobre isso", acrescentou.

Leia mais: STF divulga acórdão do julgamento dos recursos do mensalão

Os 60 mais poderosos: Joaquim Barbosa

Divulgação/STF
Barbosa diz que é 'muito difícil' ficar no STF até os 70 anos e defendeu reforma política

A popularidade de Barbosa cresceu devido à sua atuação no processo de julgamento da ação penal do mensalão, no qual foi relator, e seu nome chegou a aparecer em algumas pesquisas de opinião para as eleições do ano que vem para presidente.

Barbosa tem 59 anos e o limite para permanecer no STF é de 70, mas ele disse que acredita ser "muito difícil" continuar no Supremo até os 70 anos de idade.

Leia mais:

Decisão do Supremo no mensalão pode adiar outras sentenças

Sob risco de prescrição, STF tenta julgar mensalão mineiro em 2014

Embargos infringentes restabelecem garantia jurídica do Supremo

Ao ser questionado sobre os nomes dos pré-candidatos que se apresentam no momento, Barbosa disse que o "quadro político partidário do Brasil não me agrada nem um pouco".

O presidente do STF defendeu durante sua palestra a realização de uma reforma política no país e destacou em outros pontos o número excessivo de partidos, além de se posicionar contra o voto obrigatório.

Leia tudo sobre: joaquim barbosastfeleições

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas