Serra decide ficar no PSDB

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Tucano ainda não decidiu se concorre a algum cargo em 2014, mas não vai disputar as prévias com Aécio; 'Minha prioridade é derrotar o PT', disse Serra nas redes sociais

Divulgação
José Serra diz a aliados que fica no PSDB

O ex-governador José Serra decidiu nesta terça-feira (1º) que fica no PSDB. O tucano informou a decisão a aliados do partido. Serra, no entanto, ainda não teria decidido se vai concorrer a algum cargo em 2014, mas estaria totalmente descartada a possibilidade de disputar com o senador Aécio Neves (PSDB-MG), provável candidato à Presidência, as prévias do partido. "Não existe espaço para isso", disse uma fonte tucana.

Presidente do PSDB: Partido elege Aécio e resgata FHC para atacar PT

Poder Online: Serra pode assumir coordenação da campanha de Aécio à Presidência

Aécio sobre Serra: Fico feliz que ele tenha ficado no PSDB’

Em seu perfil no Facebook, Serra afirmou que sua prioridade é derrotar o PT e que o PSDB é a trincheira adequada para lutar por esse propósito. "A partir dela me empenharei para agregar outras forças que pretendem dar um novo rumo ao país", disse o tucano na rede. O ex-governador também atacou os governos petistas: "O Brasil não pode continuar vítima de uma falsa contradição entre justiça social e desenvolvimento. É preciso pôr fim a esse impasse, que, na verdade, acaba punindo os mais pobres, incentivando a incompetência e justificando erros grosseiros na aplicação de políticas públicas."

Leia mais:

Lula diz que vai se revezar com Dilma nos palanques em 2014

Aécio critica impunidade do PT e diz desconhecer mensalão mineiro

Em programa do PSDB, Aécio faz tour pelo Brasil para atacar governo Dilma

Aécio, presidente do PSDB, disse ter ficado pessoalmente feliz com a decisão de Serra de ficar no partido. “Conversei com o Serra nas últimas semanas e avaliamos todos os cenários. Fico feliz que ele tenha ficado no PSDB”, afirmou. Aécio negou que o ex-governador de São Paulo tenha feito qualquer exigência para permanecer no partido.

O presidente do diretório estadual do PSDB-SP, deputado federal Duarte Nogueira, elogiou a decisão de Serra. “O Serra é uma liderança nacional e ajudou a mudar o Brasil e a construir o PSDB nesses 25 anos. Foi líder, ministro, prefeito, governador e candidato à Presidência duas vezes. A permanência dele no partido é a prova de que nesses 25 anos o PSDB conseguiu manter a unidade e a coerência e não se fragmentou por questões menores”, afirmou.

O prazo para políticos mudarem de partido vence no próximo dia 5, sábado. Havia a possibilidade de Serra migrar para o PPS, a convite do deputado federal Roberto Freire (SP), presidente nacional da legenda. “Nós do PPS desejamos a ele (Serra) todo sucesso na continuidade como militante do PSDB”, afirmou Freire ao iG.

Poder Online: Serra deixou que Aécio informasse permanência na legenda

Evidentemente desapontado, Freire não garantiu a participação do PPS na aliança encabeçada pelo PSDB, a exemplo do que ocorreu nas últimas eleições. "Com a decisão do Serra a tese de candidatura própria perde força. As candidaturas presidenciais de oposição estão aí e vamos abrir a discussão sobre qual o melhor caminho", afirmou.

Leia tudo sobre: josé serrapsdbeleições 2014

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas