Pesquisa do PT mostra Dilma empatada com Aécio e Campos em dois Estados

Por Ricardo Galhardo - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente divide preferência de eleitorado com o tucano em Minas, e com o pessebista em Pernambuco, seus respectivos redutos eleitorais

Pesquisas internas eleitorais encomendadas pelo PT em seis Estados mostram a presidente Dilma Rousseff à frente na corrida eleitoral em quatro Estados. De acordo com os levantamentos apresentados hoje (23) pela manhã na reunião da executiva nacional petista, Dilma está na frente no Ceará, Goiás, Paraná e Santa Catarina. Já em Pernambuco, ela está empatada com o governador Eduardo Campos (PSB-PE) e em Minas Gerais com o senador e ex-governador mineiro Aécio Neves (PSDB-MG).

Leia também:

Desejo é por candidatura própria, diz Campos ao deixar governo Dilma

Ministro do PSB entrega cargo, mas Dilma pede para esperar

Em ambos os casos, relatos de integrantes da executiva, tanto Dilma quanto seus adversários têm em torno de 30% das intenções de voto.

A relação com o PSB também foi objeto de conversa entre o presidente nacional do PT Rui Falcão e o ex-presidente Lula na manhã dessa segunda. O PT segue reunido para deliberar a respeito da relação com o PSB nos Estados onde os dois partidos são parceiros, após o anúncio da saída do governo Dilma feito por Campos na última quarta.

Poder Online:

Faltou Eduardo Campos combinar com o Supremo

Petistas ainda reclamam da ‘malcriação’ de Eduardo Campos

O diretório petista no Piauí decidiu colocar à disposição os cargos que possui no governo Wilson Martins (PSB). "Diante da nossa decisão, o governador fez um apelo pela nossa permanência para que continuemos dando sustentação ao governo dele na Assembleia Legislativa. Portanto, cabe ao governador tomar a decisão sobre os cargos", disse o senador Wellington Dias. A aliança no Piauí já se encaminhava para um fim, desde que Martins sinalizou uma aliança com o PSDB para 2014. O PT também já estava inclinado a lançar uma candidatura própria, a de Dias, ex-governador.

O diretório estadual do PT em Pernambuco também está reunido e deve tomar uma decisão no mesmo sentido, e colocar os cargos à disposição ainda hoje. Além desses dois Estados, o PT participa de administrações do PSB no Ceará, Espírito Santo e Amapá, onde os governadores do PSB têm se mostrado favoráveis ao apoio à reeleição de Dilma, em vez de uma candidatura própria com Campos.

Leia tudo sobre: PTDilmaPSB2014

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas