Senador busca apoio para mudar regras de escolha dos ministros do STF

Por Ricardo Galhardo - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

De acordo com a PEC de Antonio Carlos Rodrigues, apresentada um dia após a rebaertura do mensalão, parte dos ministros seria escolhida pelo Congresso

Divulgação/STF
PEC propõe que apenas cinco dos 11 ministros sejam escolhidos pelo Executivo

Um dia depois de o Supremo Tribunal federal (STF) decidir pela reabertura de parte do processo do mensalão, o senador Antonio Carlos Rodrigues (PR-SP) começou nesta quinta-feira a coletar assinaturas para uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera as regras para escolha dos ministros do STF.

Leia mais: Embargos infringentes restabelecem garantia jurídica 

De acordo com a proposta, parte dos ministros seria escolhida pelo Congresso. Hoje, os nomes são apontados pela Executivo e referendados ou não pelo Legislativo.

A ideia é que a Presidência da República indique apenas cinco dos 11 ministros do Supremo. Três deles seriam escolhidos pelo Senado e outros três pela Câmara. Para garantir que as escolhas vão seguir critérios técnicos, os nomes seriam pinçados de listas elaboradas por entidades da área jurídica.

STF: Recurso aumenta chances de petistas se livrarem de regime fechado

Defesa: Para a dvogados, decisão do STF é respeito ao direito de defesa

“Isso, com certeza, iria enriquecer o caráter político do órgão”, disse Rodrigues, que assumiu no Senado na condição de suplente da petista Marta Suplicy, hoje ministra da Cultura.

Leia tudo sobre: stfantonio carlos rodriguessenado

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas