Justiça manda família do deputado Donadon sair de apartamento funcional

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Mulher do deputado preso em Brasília se recusava a desocupar o imóvel

Agência Brasil

A Justiça Federal em Brasília determinou nesta quinta-feira (5) que a mulher do deputado federal Natan Donadon (sem partido-RO), Rosangela de Fátima Donadon, desocupe o apartamento funcional da Câmara dos Deputados. O deputado cumpre pena no Presídio da Papuda, no Distrito Federal, e, embora tenha se livrado da cassação, foi afastado das funções e teve o salário cortado.

Leia mais sobre o caso Donadon:

STF suspende sessão que manteve mandato de Natan Donadon

Câmara vai aguardar STF, mas já espera cassação automática de Donadon

O juiz José Marcio da Silveira e Silva, da 7ª Vara Federal, aceitou pedido de reintegração de posse feito pela Advocacia-Geral da União (AGU). Desde agosto, a família de Donadon se recusa a deixar o imóvel.

Alan Sampaio / iG Brasília
Donadon cumpre pena no presídio da Papuda

A mulher de Donadon foi notificada a desocupar o apartamento, após a decisão da Mesa Diretora que afastou o deputado das funções parlamentares após a condenação a mais 13 anos de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Com a decisão, Donadon também deixou de receber salário, os funcionários do gabinete foram demitidos e a verba parlamentar foi suspensa.

Na decisão, o juiz José Marcio da Silveira e Silva determinou que Rosangela de Fátima Donadon tem 15 dias para desocupar o imóvel. Se a decisão não for cumprida, o juiz acionará a polícia para fazer a retirada. “Deixar de exercer efetivamente o mandato gera, portanto, a extinção da permissão de uso do imóvel de propriedade da União, independentemente de notificação judicial ou extrajudicial”, afirma o juiz.

Leia tudo sobre: donadoncassaçãocâmara

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas