Câmara de São Paulo gastará R$ 1,29 milhão para colocar vidros blindados

Por Natália Peixoto - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Nova medida de segurança foi tomada em caráter de urgência após prédio ter vidraças quebradas durante as manifestações em agosto

A Câmara Municipal de São Paulo gastará R$ 1,29 milhão para substituir os vidros da fachada do prédio, que fica no viaduto Jacareí, após os atos de vandalismo que deixaram vidros quebrados durante manifestação em agosto, e o prédio ter sido alvo de tiros em uma madrugada em julho.

A troca dos vidros será feita em caráter emergencial, o que dispensa licitações, seguindo recomendações das assessorias da Guarda Civil Metropolitana e da Polícia Militar. A empresa que irá fornecer os 244,8 m2 de vidro é a CRB Comércio e Indústria de Produtos Blindados. Se não fossem blindados, os vidros novos custariam R$ 250 mil.

Segundo a presidência da Casa, "a medida, que manterá a arquitetura que já existe, visa conferir maior segurança a quem transita pelo Palácio Anchieta - cerca de 4 mil pessoas diariamente."

Natália Peixoto / iG São Paulo
Seis vidros da fachada da Câmara foram quebrados durante manifestação e agora serão blindadas

A troca é a primeira de uma série de medidas para aumentar a segurança da Câmara. Entre as outras ações previstas estão a aplicação de película antivandalismo nos vidros de outros andares e a instalação de câmeras de segurança mais modernas na área externa do prédio.

Em agosto, manifestantes que protestavam contra o desvio de recursos destinados a obras no metrô e na CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) tentaram invadir a Câmara de São Paulo e entraram em confronto com a polícia. Pedras e bombas caseiras foram atiradas contra as vidraças do prédio. Em julho, o prédio da Câmara também teria sido alvo de tiros de madrugada.

Leia tudo sobre: câmara de são paulomanifestaçõesigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas