Dilma indica Rodrigo Janot para procurador-geral da República

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Escolhido irá substituir Roberto Gurgel, que deixa o cargo após dois mandatos

A presidente Dilma Rousseff indicou hoje (17) Rodrigo Janot para o cargo de novo procurador-geral da República. Ele assumirá o cargo no lugar de Roberto Gurgel, que deixa o cargo após dois mandatos.

Em 2011: Janot deu parecer contra obrigatoriedade do exame da OAB

Janot foi o mais votado por seus pares na eleição da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). Segundo a nota divulgada pelo Palácio do Planalto, o procurador tem “uma brilhante carreira no Ministério Público (MP)”. A presidente também considera que o escolhido “reúne todos os requisitos para chefiar o MP com independência, transparência e apego à Constituição”.

Valter Campanato/ABr
Rodrigo Janot é indicado por Dilma como novo procurador-geral da República

A escolha de Janot por Dilma respeita a escolha da eleição da ANPR. Ele foi o primeiro colocado na lista tríplice enviada há quatro meses para o Planalto. Até o momento, esperava-se que a presidente indicasse uma mulher para o cargo. Entre as cotadas etavam Ela Wiecko, que ficou em segundo lugar na lista da ANPR, e Deborah Duprat, que ficou em terceiro.

Dilma não é obrigada a seguir a indicação da entidade, mas desde o primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando foi escolhido ex-procurador-geral da República Cláudio Fonteles, os governos do PT têm seguido a escolha feita pela ANPR, escolhendo sempre o primeiro da lista.

Perfil

Procurador desde 1984, Janot nasceu em Belo Horizonte, tem 56 anos, e é mestre em direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, com especialização em direito do consumidor, área que coordenou de 1991 a 1994 na Procuradoria Geral da República (PGR).

Foi Secretário de Direito Econômico do Ministério da Justiça em 1994, e presidente da ANPR entre 1995 e 1997. Ocupou o cargo de secretário-geral do Ministério Público Federal entre 2003 e 2005.

Leia tudo sobre: Rodrigo JanotPGRRoberto Gurgel

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas