Edir Macedo, dono da Igreja Universal, desiste de vender o jornal Hoje em Dia

Por Brasil Econômico - Gilberto Nascimento |

compartilhe

Tamanho do texto

Os compradores do diário de Belo Horizonte já tinham se reunido com os funcionários da empresa, mas grupo não deu garantias de pagamento e negócio deu errado

Brasil Econômico

O jornal “Hoje em Dia”, do bispo Edir Macedo, não vai mais para as mãos do grupo Axial Medicina Diagnóstica, do médico Rogério Aguiar. A negociação deu errado na última hora. Os compradores já tinham feito até reunião com os funcionários da empresa. Mas, na hora do pagamento, não houve acerto. O grupo não deu garantias. Queria saldar a dívida em dez promissórias. E dar como garantia o próprio jornal. A compra envolvia a marca “Hoje em Dia”, os prédios e dois parques gráficos. O diretor-presidente do “Hoje em Dia”, Fabiano Rogério de Freitas, já havia sido transferido para um outro jornal do grupo Universal, no Rio Grande do Sul. O diretor de redação, Hélcio Zolini, já reassumiu o cargo. A intermediação havia sido feita pelo prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz.

Leia mais: Conheça o bispo Edir Macedo

Mosaico Político: MTV foi oferecida para o pastor Valdemiro Santiago

AE
Edir Macedo desiste de vender jornal

Muniz, também empresário, seria um dos seis sócios do jornal. Ele é do PRB, partido ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, de Macedo. O prefeito Muniz teria grande interesse no jornal por pretender voos maiores na política. Circulavam comentários de que pretendia ser candidato a governador de Minas em 2014. Muniz se especializou em comprar faculdades em situação financeira difícil. Já o médico Rogério Aguiar havia se apresentado à redação do jornal, na quinta-feira da semana passada. Em sua chegada, disse ser o representante de um grupo de investidores. Afirmou que o jornal iria passar por uma etapa de “saneamento”. Sediado em Belo Horizonte, o “Hoje em Dia” tem 25 anos e ocupou o 31º. lugar entre os jornais de maior circulação no País, em 2010, com 35,3 mil exemplares diários vendidos, de acordo com o IVC (Instituto Verificador de Circulação).

Banco analisa quatro propostas pela MTV

A Editora Abril autorizou o banco JP Morgan a negociar suas empresas de radiodifusão. O banco tem em mãos quatro propostas, entre elas a da Igreja Mundial do Poder de Deus, de Valdemiro Santiago. A MTV (que entregou de volta a marca à Viacom) tem 38 afiliadas e 70 retransmissoras. Procurada, a emissora não retornou. O banco JP Morgan não se manifestou.

Futuros leilões

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, recebeu ontem, no gabinete do ministério em São Paulo, o presidente da Camargo Corrêa, Luiz Nascimento. Certamente, a conversa teve como tema os futuros leilões de concessão de infraestrutura, rodovias e ferrovias.

Reclamações tucanas

O tucano José Aníbal, secretário de Energia do Estado de São Paulo, atribui ao PT a antecipação da campanha eleitoral. “Em São Paulo, esse Padilha (ministro da Saúde) não faz outra coisa a não ser campanha”, diz. Para ele, o PT “quer baixar o nível na campanha”.

Os processos contra Ustra

A Comissão Nacional da Verdade e a Comissão Rubens Paiva farão a entrega na segunda-feira, na Assembleia Legislativa de São Paulo, de processos de familiares de ex-presos e desaparecidos políticos contra o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, acusado de tortura. Estarão presentes os advogados Fábio Comparato, Claudineu de Melo e Aníbal Sousa.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas