Cinco nomes da série do iG com 60 mais poderosos do País são divulgados

Por iG São Paulo |

Texto

Na primeira semana de publicação do ranking, perfis entraram na lista dos mais lidos do portal

Alguns trafegam na fronteira do prestígio e do reconhecimento. Outros parecem preferir taxiar nas pistas da influência pura e simples, ainda que os dividendos obtidos desta zona de poder não signifiquem alcançar níveis satisfatórios de graça e popularidade. A tirar pela série especial que o iG estreou esta semana, os mais poderosos do Brasil muitas vezes se tornam sucesso de público, mas não necessariamente de crítica: os perfis dos últimos colocados no ranking criado pelo iG, publicados diariamente, entraram para a lista dos mais lidos do portal durante toda a semana. Mas alguns deles ganharam adjetivos pouco edificantes dos leitores, o que mostra que poder e popularidade nem sempre andam lado a lado.

Enquete: Vote na homepage do iG qual dos poderos você mais admira

“Os 60 mais poderosos do País ” traz as personalidades brasileiras mais influentes no mundo dos negócios, da política, da mídia e dos programas governamentais que afetam o desenvolvimento econômico e social. O objetivo da série é mostrar a cada dia, de segunda a sexta, o perfil preparado pelo iG com a trajetória, os avanços, os recuos e os detalhes da vida e do trabalho dos 60 escolhidos entre os mais influentes no Brasil.

Reuters/Fred Prouser
Perfil do empresário Eike Batista foi o mais lido na semana

O primeiro perfil publicado da série foi o do empresário Eike Batista , o 60º colocado no ranking que, por pouco, quase não entra na lista. Um ano atrás, antes de mergulhar na crise que o tirou do clube dos bilionários, teria lugar reservado entre os primeiros no ranking dos mais poderosos do País. Em pouco mais de um ano, o empresário viu seu dinheiro evaporar, passando de uma fortuna de mais de US$ 30 bilhões para minguados R$ 220 milhões. Eike não só deixou de ser o oitavo homem mais rico do mundo como hoje exibe o avesso da imagem da altivez segura que o fazia dar como algo líquido e certo ocupar o topo dos bilionários globais.

Os perfis do empresário e do deputado federal Jean Wyllys , o 58º colocado, foram os mais acessados pelos internautas e ficaram entre as notícias mais lidas do portal iG nesta primeira semana da série. Juntos, somaram mais de 230 mil pageviews. Seus perfils foram lidos por quase 90 mil leitores.

Deste universo está o leitor Vitor Fernandes Bersot, para quem a série do iG é importante sobretudo neste momento em que o País vive uma onda de protestos. “Esperamos que o iG eleja os poderosos de forma fidedigna e sem viés”, afirmou em seu comentário. O leitor Almesio Nascimento Silva também exaltou a iniciativa de elaboração do ranking, dizendo que ajuda a “entender o significado do poder que cada um exerce”. E complementa: “Muito mais que o significado são as manipulações desse poder, de que maneira beneficia ou não beneficia a sociedade”.

Na 59ª colocação, aparece o consultor Vicente Falconi , o principal guru brasileiro na área de gestão de empresas, como Gerdau e Ambev, e de órgãos da administração pública. Best-seller nas prateleiras de autoajuda corporativa, Falconi também se consolidou como sinônimo de eficiência no corte de gastos e reestruturação de governos municipais, estaduais e até federal. Pelo seu valor simbólico, o simples anúncio de sua contratação tornou-se um fato político positivo para prefeitos e governadores.

Em 58º lugar, no ranking apareceu o deputado Jean Wyllys, que ganha destaque na série pela luta a favor das minorias e dos direitos humanos. Wyllys tornou-se conhecido nacionalmente após vencer o Big Brother Brasil, mas seguiu outro caminho, o da política, e hoje é o único deputado assumidamente homossexual no País. As bandeiras que defende lhe conferem o papel de liderança nos movimentos sociais.

O ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab é o 57º colocado no ranking do iG pelo papel decisivo do PSD, partido que ajudou a fundar e do qual é presidente nacional. Com discurso liberal e adesão de políticos e empresários brasileiros, a nova sigla conquistou, em 2012, 48 cadeiras na Câmara Federal e 494 prefeituras, tornando-se a quarta maior do País em um curto espaço de tempo, logo atrás do PMDB, PSDB e PT. Entre suas medidas mais conhecidas e elogiadas no comando da capital paulista, está o “Cidade Limpa”, projeto que proibia anúncios em outdoors dentro da capital paulista, como forma de conter a poluição visual.

Na 56ª posição, Cid Gomes , governador do Ceará, fecha a lista de personalidades cujo perfil foi publicado nesta primeira semana da série do iG. A presença do clã Gomes em cargos públicos é ainda mais significativa. Cid, hoje com 50 anos, está em seu segundo mandato como governador. É, até agora, o ponto mais alto de uma carreira política que começou ainda na faculdade, quando presidiu o Centro Acadêmico do curso de engenharia da Universidade Federal do Ceará (UFC). Ciro, por sua vez, foi deputado estadual e federal, prefeito de Fortaleza, governador do Ceará e candidato à presidência da República. E Ivo já é deputado estadual pela segunda vez e o atual secretário de Educação de Fortaleza.

Metodologia

O ranking foi elaborado a partir de quatro indicadores: as zonas de poder econômico, político, midiático e social. Somados, esses índices radiografam quem são, o que fazem e como fazem os principais artífices da política e da economia brasileira. Com eles, o internauta estará melhor informado sobre a capacidade de influência de grandes personagens da República. O ranking tem a presença de políticos, autoridades de governo e do Judiciário, empresários e economistas.

Nomes que, com sua tomada de decisão, suas declarações e atitudes públicas e privadas, geram notícia, despertam admiração, crítica, aplauso ou desprezo. Eles ganharão perfis elaborados, que serão publicados a cada dia a partir do início da série. O iG publicará um perfil por dia, de segunda a sexta, até chegar ao número 1. Os leitores só serão informados de todo o ranking no último dia da série, com a publicação do perfil do nome mais poderoso do País. São textos produzidos com a marca de excelência do iG: bem informados, inventivos, criativos, instigantes.

    Leia tudo sobre: 60 mais poderosos do país
    Texto

    notícias relacionadas