Apesar de denúncias do Cade, Serra diz que não tomou conhecimento de cartel

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Siemens acusou o governo tucano de ter conhecimento dessa prática e de ter dado aval ao seu funcionamento

Agência Estado

O ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) manifestou-se na noite desta sexta-feira sobre (2) as denúncias de suposto cartel formado por empresas fornecedoras do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na licitação de obras dessas companhias, ocorridas durante administrações tucanas no Estado.

Após denúncias de cartel, manifestantes protestam contra Alckmin em SP
Além de cartel, Metrô e CPTM respondem a mais de 130 inquéritos

Serra afirmou, via nota divulgada por sua assessoria de imprensa, que seu governo (2007-2010) não tomou conhecimento de qualquer cartel. "E muito menos deu aval a qualquer coisa nesse sentido", ressaltou a nota.

De acordo com reportagem publicada nesta sexta pelo jornal Folha de S. Paulo, uma das empresas supostamente envolvidas nesse cartel, a Siemens, acusou o governo estadual de ter conhecimento da existência dessa prática e de ter dado aval ao seu funcionamento

Renato S. Cerqueira/Futura Press
Cartel teria ocorrido com aval das administrações tucanas no Estado

Leia também:
PT coleta assinaturas para CPI sobre formação de cartel no metrô
Licitações do Metrô e CPTM tinham esquema de cartel desde 1998

O tucano endossou as declarações do governo estadual que, na tarde desta sexta, acusou o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão ligado ao Ministério da Justiça, de promover um "vazamento seletivo" de informações sobre a investigação em curso para apurar fraudes ligadas a contratos do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM)

A nota de Serra diz ainda ser "imperativa" a apuração "profissional" das denúncias. "É imperativo que sejam feitas as apurações de maneira profissional e séria sobre os fatos noticiados e que sejam divulgadas integralmente as denúncias em poder do CADE, no prazo mais rápido possível, a fim de que a verdade venha a público e eventuais crimes e infrações sejam punidos", diz a nota.

Leia tudo sobre: POLÍTICASerracartelSiemenscartel no metrômetrôigspdenúncias

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas