Renan garante recesso legislativo no Senado

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Senadores estarão de folga a partir do dia 18 de julho; trabalhos voltam em agosto

Agência Estado

Agência Senado
Renan Calheiros preside o Senado

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que o recesso legislativo está garantido. "Do ponto de vista do Senado, sim, porque certamente hoje vamos votar os últimos itens da nossa pauta e praticamente não teremos mais o que fazer neste semestre", afirmou ao chegar no Congresso na manhã desta quinta-feira, 11. Dessa forma, a partir do dia 18 de julho, os senadores devem estar de folga, retomando os trabalhos no início de agosto.

Leia também:

Senado aprova projeto que define legalmente organizações criminosas

Câmara rejeita texto do Senado, mas adia votação sobre destinação dos royalties

O senador, a quem cabe definir a pauta de votações em plenário, tem acelerado nos últimos dias o ritmo de trabalho, levando sessões até tarde da noite, e votando a toque de caixa várias matérias que entraram na agenda positiva que ele implementou a partir das manifestações das ruas.

Na quarta-feira Renan adiou para esta quinta a votação da regulamentação do emprego doméstico, com receio de que a matéria fosse rejeitada devido ao baixo quórum no plenário depois das 22 horas.

Também devem entrar na fila de projetos a serem apreciados a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 53, que acaba com todos os casos de aposentadoria compulsória de juízes e promotores que cometerem crimes, e a proposta que extingue o foro privilegiado não apenas para parlamentares, como também para ministros e demais autoridades de Estado.

Leia tudo sobre: SenadorecessoCongresso

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas